Ben Affleck decidiu abandonar o filme "Triple Frontier" para se focar no seu "bem-estar e família", afirmou um porta-voz.

Não foi adiantado nada mais concreto, mas é público que o ator e Jennifer Garner separaram-se em 2015 e avançaram com o processo de divórcio em abril deste ano. Um mês antes, ele revelou que estava em tratamento por problemas de alcoolismo.

O projeto que agora fica para trás iria reuni-lo com o irmão Casey Affleck, que ganhou o Óscar de Melhor Ator em fevereiro por "Manchester by the Sea". Seria a primeira vez que isso acontecia desde "O Bom Rebelde" em 1997.

"Triple Frontier" é um 'thriller' sobre uma zona fronteiriça entre Paraguai, Argentina e Brasil famosa por ser um santuário do crime organizado uma vez que é difícil de vigiar.

Apesar de ser um projeto muito cobiçado, tem passado por vários "acidentes de percurso": começou a ser desenvolvido em 2009 como o novo filme da realizadora Kathryn Bigelow e do argumentista Mark Goal após o sucesso de "Estado de Guerra" nos Óscares, com Tom Hanks, Will Smith e Johnny Depp a manifestarem interesse.

Com a saída de Bigelow, mas mantendo-se o argumento de Goal, entrou o realizador JC Chandor ("Um Ano Muito Violento") e os novos atores envolvidos eram Tom Hardy e Channing Tatum.

Em abril deste ano, a Paramount deixou cair o projeto, que passou para o Netflix. JC Chandor continua, mas saíram Tom Hardy e Channing Tatum, entrando os irmãos Affleck. Mahershala Ali, premiado com o Óscar de Ator Secundário também este ano por "Manchester by the Sea", também estava em negociações para participar.

De acordo com o Deadline, a decisão de Ben Affleck não vai afetar a produção, que espera encontrar rapidamente um substituto. Em relação ao ator, está anunciada a sua presença na Comic-Con de San Diego esta semana para promover "Liga de Justiça", onde ele volta a ser Batman e que estreia em novembro.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.