É o fim de uma era: David Prowse anunciou a sua reforma das convenções internacionais de fãs, onde era uma das presenças mais populares.

Este antigo culturista e ator era quem estava por detrás da máscara de Darth Vader na primeira trilogia de "Star Wars" e fazia uma entrada inesquecível na saga, invadindo a nave que transportava a princesa Leia.

Agora com 81 anos, publicou uma nota anunciado que não ia mais comparecer a eventos que se realizem fora dos EUA.

"É com grande tristeza que anuncio que a partir de hoje [3 de outubro] não vou mais estar presente em convenções internacionais. Diverti-me imenso a encontrar tantos fãs incríveis de todos os países do mundo. Agradeço verdadeiramente a cada um de vocês pelo apoio incrível e a oportunidade de conhecer tantos. Que a Força esteja convosco'.

Faz parte da história mitológica que o britânico não só foi o corpo de Darth Vader, mas também usou a sua própria voz durante a rodagem de "A Guerra das Estrelas" em 1976, mas esta acabou por ser substituída pela de James Earl Jones.

Embora tenha ficado profundamente magoado na altura pois não foi informado por George Lucas, mais tarde acabou por ficar em paz com a decisão.

'James Earl Jones fez um trabalho maravilhoso como a voz de Darth Vader e foi a combinação perfeita com a presença física que dei à personagem, escreveu o ano passado no seu site.

Quando Darth Vader apareceu por breves instantes no final de "Star Wars: Episódio III - A Vingança dos Sith" (2005), o último filme da segunda trilogia, era já Hayden Christensen que vestia o emblemático traje da personagem, regressando novamente James Earl Jones.

Em "Rogue One: Uma História de Star Wars", que estreia em dezembro, será Spencer Wilding a garantir a presença física novamente com a voz de Jones.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.