Com 22 filmes estreados entre 2008 e 2019, o Universo Cinematográfico Marvel foi sendo construído passo a passo, com as histórias e as personagens a entrecruzarem-se, repartidos em três fases distintas, com tudo a convergir para os eventos de “Vingadores: Endgame”.

Primeira fase

Foi o começo de tudo, com a apresentação individual filme a filme de quatro dos super-heróis mais relevantes da Marvel, antes de os juntar no épico “Os Vingadores”.

Homem de Ferro (2008)

O filme com que tudo começou, com Robert Downey Jr. a encantar toda a gente como Tony Stark, o milionário que cria a armadura do Homem de Ferro. Pela mão segura de Jon Favreau, a fusão de drama, espetáculo, emoção e humor serviu para marcar o tom do Universo Cinematográfico Marvel. O Agente Coulson (Clark Gregg) revelou ser Agente da SHIELD e, depois do genérico, surgiu Nick Fury (Samuel L. Jackson) a levantar o véu do que aí vinha.

O Incrível Hulk (2008)

Bruce Banner (ainda como Edward Norton) surge em fuga a tentar não se transformar no Hulk e a lutar contra o Abomination. Louis Leterrier realiza com o pé no acelerador e Robert Downey Jr. surge depois do genérico, dando o primeiro sinal que os filmes estavam interligados.

Homem de Ferro 2 (2010)

Tony Stark volta a vestir a armadura do Homem de Ferro em luta contra o violento Ivan Vanko (Mickey Rourke). O seu amigo James Rhodes (Don Cheadle) dá-lhe uma ajuda com a armadura do War Machine e entra em cena a agente Natasha Romanoff, também conhecida como Viúva Negra (Scarlett Johansson).

Thor (2011)

O realizador Kenneth Branagh dá um toque "shakespeareano" à primeira aventura de Thor no cinema, com Chris Hemsworth como o Deus do Trovão, Tom Hiddleston como o seu manipulador meio-irmão Loki e Anthony Hopkins como Odin, dando um primeiro tom épico-espacial ao Universo Cinematográfico Marvel. Hawkeye (Jeremy Renner) também surge aqui pela primeira vez.

Capitão América: O Primeiro Vingador (2011)

Uma aventura vibrante na Segunda Guerra Mundial, com um muito franzino Steve Rogers (Chris Evans) a tornar-se o musculado super-soldado Capitão América, ao lado do melhor amigo Bucky Barnes (Sebastian Stan). Joe Johnston evoca todo o romance dos folhetins da época numa história que termina com o protagonista a acordar já na atualidade.

Os Vingadores (2012)

Joss Whedon conclui com estrondo a Primeira Fase do Universo Cinematográfico Marvel com a reunião de todos os super-heróis a pedido de Nick Fury para defrontar uma ameaça vinda do espaço manipulada por Loki. O Hulk (agora interpretado por Mark Ruffalo) rouba todas as cenas e Thanos surge no pós-genérico.

Segunda fase

As narrativas dos super-heróis vão-se adensando, as pistas para o que sucederá em “Guerra do Infinito” vão-se intensificando e há uma expansão para o espaço em “Os Guardiões da Galáxia".

Homem de Ferro 3 (2013)

O arranque da Segunda Fase faz-se em beleza com o terceiro título encabeçado pelo Homem de Ferro, agora assinado por Shane Black, a cruzar humor e angústia existencial, em confronto com Aldrich Killian e o Mandarim, dois vilões que não são bem o que parecem.

Thor: O Mundo das Trevas (2013)

Alan Taylor, recém-chegado de “A Guerra dos Tronos”, assume a realização e injeta um tom mais negro na segunda aventura a solo de Thor, com Malekith a tentar destruir Asgard e a mergulhar o universo nas trevas.

Capitão América: O Soldado do Inverno (2014)

Os irmãos Anthony e Joe Russo entram em grande no Universo Cinematográfico Marvel com um dos filmes mais elogiados da série, um "thriller" político com o Capitão América a revelar a corrupção no interior da SHIELD e a combater o amigo de juventude, Bucky Barnes, que regressa amnésico como o letal Soldado do Inverno. Anthony Mackie faz também a estreia na série como o aliado Falcão.

Guardiões da Galáxia (2014)

Um dos maiores triunfos da Marvel no cinema, que apanhou toda a gente de surpresa: uma equipa de série B na BD teve cartas de nobreza no cinema, com uma aventura no espaço sideral carregada de humor e uma boa dose de nostalgia pelos anos 80. James Gunn assinou com mão segura e Chris Pratt, Zoe Saldana e Dave Bautista brilham como Starlord, Gamora e Drax, com Bradley Cooper e Vin Diesel a darem voz a Rocket Racoon e Groot.

Vingadores: A Era de Ultron (2015)

Ainda com Joss Whedon aos comandos, os Vingadores defrontam agora o letal Ultron (James Spader), um robô dotado de inteligência artificial que pretende erradicar a humanidade. Entram aqui em cena os poderosos Mercúrio e Feiticeira Escarlate, ou seja os gémeos Pietro e Wanda Maximoff (Aaron Taylor-Johnson e Elizabeth Olsen), e o andróide Vision (Paul Bettany).

Homem-Formiga (2015)

Depois de um filme épico, nada melhor que uma aventura em menor escala, neste caso literalmente, uma vez que Scott Lang (Paul Rudd) tem a capacidade de se reduzir à dimensão de uma formiga, graças ao fato criado por Hank Pym (Michael Douglas). Um filme de humor desopilante, conduzido com mão segura por Peyton Reed, a fechar em beleza esta fase do Universo Cinematográfico Marvel.

Terceira fase

A variedade é cada vez mais palavra de ordem, com a abertura ao fantástico de Dr. Estranho e a tónica firme no humor de “Thor: Ragnarok”, com a relevância cultural de “Black Panther” a marcar o seu tempo e todas as histórias a culminar no épico “Vingadores: Endgame”.

Capitão América: Guerra Civil (2016)

Apesar do título, na prática é um filme dos Vingadores, só com Thor e Hulk fora de cena. Os irmãos Russo voltam a provar que conseguem gerir elencos amplos com um dos melhores filmes da Marvel, que provoca uma profunda cisão entre todos os super-heróis sobre o controlo governamental das suas atividades. No meio da refrega, entram em cena o Black Panther (Chadwick Boseman) e o Homem-Aranha (Tom Holland).

Doutor Estranho (2016)

O Universo Cinematográfico Marvel abre-se ao esoterismo e ao sobrenatural com a primeira aventura do mestre das artes místicas Dr. Estranho, encarnado por Benedict Cumberbatch. Scott Derrickson realiza com desenvoltura uma fita visualmente espetacular, com um elenco que inclui Chiwetel Ejiofor, Tilda Swinton e Rachel McAdams.

Guardiões da Galáxia Vol. 2 (2017)

A segunda aventura espacial dos Guardiões da Galáxia mantém intacto o tom de diversão do primeiro filme e ainda lhe injeta um inesperado lado emotivo, com a relação filial de Starlord com o pai recém-descoberto (Kurt Russell) e o mercenário que o criou (Michael Rooker). A diversão continua garantida e até Sylvester Stallone faz uma perninha.

Homem-Aranha: Regresso a Casa (2017)

A primeira aventura a solo do Homem-Aranha no Universo Cinematográfico Marvel, realizada por Jon Watts, com o protagonista de regresso ao liceu, uma Tia May rejuvenescida (Marisa Tomei) e Michael Keaton como o vilão Abutre. Com o sabor dos "teen-movies" de John Hughes, foi um novo triunfo, ajudado pela presença de Robert Downey Jr.

Thor: Ragnarok (2017)

Uma surpresa inesperada: pela mão de Taika Waititi, o terceiro filme a solo de Thor é o mais louco, colorido e desvairado do Universo Cinematográfico Marvel, com o Deus do Trovão num planeta alienígena em confronto com Hulk, e uma letal Cate Blanchett como Hela a não deixar pedra sobre pedra em Asgard.

Black Panther (2018)

As expectativas para os títulos do Universo Cinematográfico Marvel eram estratosféricas, mas Ryan Coogler ultrapassou-as com o primeiro filme a solo do Black Panther, que bateu recordes de bilheteira, tornou-se um emblema cultural para os afro-americanos e conquistou a nomeação para o Óscar de Melhor Filme, a primeira de sempre para uma fita de super-heróis.

Vingadores: Guerra do Infinito (2018)

O maior sucesso de sempre do Universo Cinematográfico Marvel e o quarto maior êxito de toda a história do cinema, reúne praticamente todos os heróis dos filmes anteriores numa luta contra Thanos (Josh Brolin), que pretende eliminar metade dos seres vivos do universo. E no final do filme, para choque de todos, é mesmo isso que acontece…

Homem-Formiga e a Vespa (2018)

Como aconteceu anteriormente, após um épico chega um filme em menor escala, desta vez com dois micro-heróis, o Homem-Formiga e a Vespa (Evangeline Lilly), numa aventura muito divertida para tentar resgatar a mulher de Hank Pym (Michelle Pfeiffer) do Quantum Realm.

Captain Marvel (Capitão Marvel) (2019)

O primeiro filme do Universo Cinematográfico Marvel protagonizado por uma mulher e co-realizado por outra (Anna Boden, com Ryan Fleck), recua a ação aos anos 90 com Carol Denvers (Brie Larson) a tornar-se uma heroína espacial e a fazer dupla com um ainda jovem Nick Fury.

Vingadores: Endgame (2019)

O culminar de todos os filmes do Universo Cinematográfico Marvel, um épico onde se deverão concluir todas as pistas semeadas ao longo de uma década para tentar reverter a tragédia imposta por Thanos, com a participação potencial de todas as principais personagens das fitas anteriores.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.