"Como se sente ao ser o único homem do mundo que pode desfrutar da sua esposa trabalhando com ela?", perguntou o jornalista chileno Gonzalo Feito a Javier Bardem durante a conferência de imprensa do filme "Todos lo saben", no qual atua com Penélope Cruz, a sua mulher.

O ator espanhol respondeu: "A sua pergunta é de muito mau gosto".

A pergunta surpreendeu todos, principalmente considerando que o Festival de Cannes adotou este ano uma clara mensagem em defesa das mulheres, na sua primeira edição pós-escândalo Weinstein.

O diálogo entre o jornalista e Bardem tornou-se tema de discussão no Twitter e motivou a criação da hashtag #GonzaloFeito para criticar a pergunta do repórter.

Este, na sua conta, respondeu que sua a pergunta foi mal interpretada: "Não sou machista, sou um feminista declarado. A pergunta foi um elogio ao ator. Obviamente, ele não a entendeu assim. Sou a favor de todas as reivindicações dos direitos das mulheres e assim expressei no meu círculo próximo e externamente!".

Já Úrsula Corberó, uma das atrizes espanholas do momento pela sua personagem na série "La casa de papel", na qual encarna Tokyo, estreou-se na passadeira vermelha de Cannes com um vestido preto de alças durante a cerimónia de "Todos lo saben", filme no qual participa o argentino Ricardo Darín, pai de seu namorado, Chino.

A atriz não apresenta nenhum filme no evento, mas está em Cannes para acompanhar Chino, que atua em "El Ángel", de Luis Ortega.

Houve alvoroço no Twitter com as fotos dos três no festival, animados e sorridentes.

Noutras contas da rede social, alguns fãs em Cannes tiraram selfies com a atriz da série em língua não inglesa mais vista da Neflix, com um sucesso que se estende da Turquia à América Latina.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.