Quando ainda não havia Universo Cinematográfico e a Marvel se limitava a licenciar os direitos das suas personagens a outros estúdios, Sam Rami fez três filmes "Homem-Aranha" com Tobey Maguire entre 2002 e 2007, que, juntamente com os "X-Men", contribuíram decisivamente para a afirmação dos super-heróis no cinema.

Agora, 13 anos após "Homem-Aranha 3", o realizador pode estar a preparar-se para entrar de forma apropriada no Universo Cinematográfico Marvel.

Segundo vários meios da imprensa especializada americana, a Marvel está perto de fechar um acordo para ele ser o realizador de "Doctor Strange in the Multiverse of Madness" ["Doutor Estranho no Multiverso da Loucura", em tradução literal] após Scott Derrickson, que fez o primeiro filme de 2016, ter desistido com as habituais justificações de "diferenças criativas" no início de janeiro.

O projeto foi anunciado na Comic-Con de San Diego de julho do ano passado como uma entrada pelos territórios do gótico e do terror da banda desenhada e por um género que o tornará "o primeiro filme assustador do Universo Cinematográfico Marvel". Sam Raimi conquistou os seus pergaminhos precisamente no género de terror nos anos 1980.

Regressam Benedict Cumberbatch e Benedict Wong, bem como Elizabeth Olsen (a Feiticeira Escarlate). Chiwetel Ejiofor, confirmado como o vilão Mordo.

A Marvel tem o início da rodagem marcado já previsto para maio e a estreia nos cinemas foi anunciada para 7 de maio de 2021.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.