"Sycorax", filme coproduzido pela portuguesa Bando À Parte e pela espanhola Filmika Galaika, foi rodado nos Açores e consta da lista de 38 filmes do programa de curtas-metragens do TIFF.

Os filmes do programa de curtas-metragens são elegíveis para três prémios atribuídos pelo júri (Melhor Filme, Melhor Filme Canadiano e Melhor Filme por uma mulher) e para o Prémio Changemaker da Fundação Shawn Mendes.

"Sycorax", a partir de uma obra de William Shakespeare, foi rodado nos Açores, resultado de uma residência artística.

O filme foi exibido em julho na 53.ª Quinzena dos Realizadores, um programa paralelo e não competitivo do Festival de Cinema de Cannes, em França.

A 46.ª edição do TIFF, codirigido pela programadora portuguesa Joana Vicente, teve início no passado dia 9.

No ano passado, o TIFF aconteceu com uma programação reduzida, por causa da COVID-19, e virada sobretudo para o online, embora tenha tido alguns eventos presenciais limitados. Este ano, somou 200 filmes na seleção oficial, mostrada presencialmente e online.

A longa-metragem "Diários de Otsoga", de Maureen Fazendeiro e Miguel Gomes, foi uma das seis 'longas' da secção Wavelengths.

O filme de Maureen Fazendeiro e Miguel Gomes foi rodado em 2020 já em plena pandemia, com os atores Crista Alfaiate, Carloto Cotta e João Nunes Monteiro e toda a equipa técnica confinada numa casa, com jardim e piscina.

Os principais prémios do TIFF são atribuídos por votação do público, nas áreas de Ficção e Documentário. São também atribuídos os prémios do Júri Internacional, além de outras distinções paralelas, como o prémio da Federação Internacional de Críticos de Cinema, o prémio Changemaker e o NETPAC.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.