Desempregado e com o seu filho mais novo a cargo, Ali (
Matthias Schoenaerts) muda-se para Antibes, onde decide viver com a irmã e o cunhado. Um dia, no apartar de uma confusão, conhece a bela Stéphanie (
Marion Cotillard), treinadora de orcas num parque marinho, a quem deixa um cartão. Pouco tempo depois, Stéphanie sofre um acidente e vê-se amputada das duas pernas numa cadeira de roda. Os dois voltam a encontrar-se e iniciam uma inusitada relação que se estreita a olhos vistos.

Jacques Audiard nasceu no mundo do cinema: é filho do realizador e argumentista Michel Audiard. Em 1994, começa por rodar Regarde les hommes tomber, filme logo galardoado com o Prémio Cesar para Melhor Primeira Obra. Segue-se, dois anos mais tarde, «Um Herói Muito Discreto», que recebe o Prémio para Melhor Argumento em Cannes e, já em 2001,
«Nos Meus Lábios», que oferece a Emmanuelle Devos o Cesar para Melhor Actriz. Mas é em 2005, com
«De Tanto Bater o Meu Coração Parou», que Audiard firma o seu nome junto da crítica e do grande público. Em 2009, com
«O Profeta», recebe o Grande Prémio do Festival de Cannes e nove prémios Cesar. O realizador regressa agora com
«De Rouille et d’Os», de novo seleccionado para Cannes.

«De Rouille et d’Os» é exibido hoje, 14 de outubro, às 22h00, no cinema São Jorge, em Lisboa.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.