Com
Quentin Tarantino como produtor executivo, a segunda longa-metragem de
Eli Roth, de 2005, relata a história brutal de dois estudantes americanos que viajam para a Europa de mochilas às costas, acabando vítimas de um negócio mortal.

Inesperado sucesso de bilheteira nos EUA, tendo em conta tratar-se de um filme de terror independente, tornar-se-ia rapidamente o filme mais influente do terror norte-americano do século XXI, dando origem a um sub-género que os críticos apelidaram de torture porn, devido às longas sequências de tortura filmadas com detalhe gráfico.
«Hostel» é mais do que isso, tratando-se talvez do primeiro filme de terror a ter como tema o capitalismo selvagem.

Antes do filme, passa a curta portuguesa
«Banana Motherfucker», de Pedro Florêncio e Fernando Alle, que se centra em seis aventureiros que embarcam numa expedição em busca de um cemitério místico, e despoletam uma maldição antiga que irá destruir o mundo inteiro.

«Hostel» é exibido hoje, 8 de setembro, pelas 21h45, no Cinema São Jorge, na presença do próprio realizador.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.