O júri da secção Nest Film Students, do 67.º Festival de San Sebastián, decidiu premiar "Em Caso de Fogo", por “criar um retrato sugestivo e subtil da adolescência no Portugal rural”, lê-se num comunicado enviado pela organização do festival.

O prémio atribuído a Tomás Paula Marques tem um valor de dez mil euros.

A secção Nest Film Students, que teve o realizador argentino Martín Rejtman a presidir o júri, incluía 14 curtas-metragens, escolhidas a partir de 373 candidaturas.

"Em Caso de Fogo", produzido pela Escola Superior de Teatro e Cinema, já tinha estado na competição nacional do IndieLisboa deste ano, bem como na secção Take One! do Curtas de Vila do Conde, que venceu.

Nascido no Porto, em 1994, Tomás Paula Marques mudou-se para Lisboa em 2013 para estudar na Escola Superior de Teatro e Cinema, onde se licenciou em Realização, segundo a biografia disponibilizada pela Portugal Film.

Tomás Paula Marques fez direção de fotografia do filme “A Rapariga de Berlim”, de Bruno de Freitas Leal, e estreou a curta-metragem “Sem Armas”, de 2016, no IndieLisboa.

O 67.º Festival de San Sebastián, que começou a 20 de setembro e termina no sábado, tem na competição oficial o filme "Patrick", de Gonçalo Waddington, e "L'ile aux oiseaux", da dupla luso-suíça Maya Kosa e Sérgio da Costa,

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.