As rodagens de
Terry Gilliam raramente são fáceis, com filmes como
«Brazil – O Outro Lado do Sonho»,
«A Fantástica Aventura do Barão» ou
«12 Macacos» a acumularem desastres durante toda a produção, além do caso fatídico de «The Man Who Killed Don Quixote», cujas filmagens nunca foram concluídas.

Se muitas vezes a culpa de tão conturbadas rodagens recai nos ombros do próprio realizador, com
«The Imaginarium of Dr. Parnassus» foi o destino que lhe pregou uma partida: o protagonista,
Heath Ledger, morreu a meio da rodagem devido a uma overdose acidental de medicação. Após a suspensão do projecto, Gilliam conseguiu reformular o argumento e, uma vez que a magia era um dos motivos centrais do filme, completou as cenas de Ledger não com um mas com três outros actores:
Johnny Depp,
Colin Farrell e
Jude Law. Todos eles eram amigos de Ledger e todos eles cederam o seu salário à filha do falecido actor.

O filme, que já foi exibido no último Festival de Cannes, estreará no Reino Unido já em Outubro, e conta a história de Dr. Parnassus (
Christopher Plummer), um imortal que, nos dias de hoje, lidera uma troupe de artistas ambulantes que promete ao público a possibilidade de ir além da realidade passando através de um espelho mágico. Só que que Parnassus consegue praticar essa magia graças a um acordo com o Diabo (
Tom Waits), e quando o demónio-mor lhe leva a filha como pagamento, um homem misterioso (Heath Ledger) atravessa o espelho para a ir buscar. E é nessa entrada e saída dos mundos mágicos que o trio de Depp, Law e Farrell vão alternando com Ledger na interpretação da mesma personagem.

«The Imaginarium of Dr. Parnassus», que era suposto abrir com a frase «A Terry Gilliam film» abrirá agora com a inscrição «A film from Heath Ledger and friends».

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.