Judd Apatow vai fazer o seu primeiro filme para Netflix.

Ainda sem título ou elenco, o realizador vai fazer uma comédia inspirada pela atualidade, à volta de um grupo de atores juntos em quarentena num hotel que tentam acabar um filme durante uma pandemia.

O argumento foi escrito por Apatow com Pam Brady, que trabalhou muitos anos na série "South Park".

Quem conhece a história diz que a quantidade de personagens interessantes pode atrair um elenco de estrelas capaz de rivalizar com os dos filmes "Knives Out" ou "Um Desastre de Artista".

A Netflix está a dar grande prioridade ao projeto e vai contactar atores nas próximas semanas.

Após conquistar Martin Scorsese, Alfonso Cuarón, David Fincher, Spike Lee, Noah Baumbach ou Michael Bay, o acordo com Judd Apatow é um novo trunfo para a Netflix pois todos os filmes do realizador, de "Virgem aos 40 Anos" (2005) até ao recente "O Rei de Staten Island", passando por "Um Azar do Caraças" (2007) ou "Descarrilada" (2015), foram para o estúdio Universal.

Segundo a publicação Deadline Hollywood, a transferência tem mais a ver com o "timing" e os recursos financeiros da plataforma, uma vez que a Universal tem vários filmes prontos que não consegue lançar nos cinemas por causa da pandemia.

Na frente televisiva, Apatow e a Netflix já estavam ligados graças à série "Love".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.