Rambo está de regresso aos cinemas (esta semana nos EUA, dia 26 em Portugal), mas Sylvester Stallone gostaria de trazer de volta outro sucesso da sua carreira: "Tango e Cash".

O filme de 1989 é, ao lado de "48 Horas" ou "Arma Mortífera", um dos títulos mais populares do género "buddy film" [filme de amigos] da década de 80, que coloca a dinâmica entre duas personagens masculinas no centro da história.

No caso de "Tango e Cash", andava tudo à volta de Ray Tango (Stallone) e Gabe Cash (Kurt Russell), rivais na polícia de Los Angeles com algo em comum: qualquer um deles pensa que é o maior. Juntos, são como azeite e água, até que são forçados a trabalhar juntos quando lhes armam uma armadilha e são acusados de um crime.

"Faria 'Tango e Cash' num segundo", revelou ao Fandango e acrescentou saber que, com Kurt Russell, não se trata de avançar por razões frívolas, mas por ser o que mais gostam.

A idade dos atores parece ser o maior entrave ao projeto: segundo o "Tango", agora com 73 anos, é o "Cash", que tem menos cinco, que se mostra mais indeciso em avançar, com o argumento de que os dois estavam no seu auge na altura do primeiro filme "e agora estamos na fase decadente".

Stallone revelou que continua a insistir e que ficou prometida uma nova conversa entre os dois sobre o assunto.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.