"Fragmentado", o novo filme de M. Night Shyamalan, ficou em primeiro lugar nas bilheteiras dos EUA e o valor ultrapassou largamente as previsões que apontavam para os 25 milhões de dólares: foram 40,2 milhões.

Em setembro de 2015, o realizador falhara o primeiro lugar por 400 mil dólares com "A Visita", mas desta vez chegou a uma posição que não conhecia desde a estreia de "A Vila" no verão de 2004.

Com estreia marcada para Portugal a 2 de fevereiro, o novo "thriller" sobre um homem com 23 personalidades diferentes (James McAvoy) que rapta três raparigas custou apenas nove milhões, o que significa que o valor da estreia cobre não só o orçamento como as despesas de marketing.

Para Shyamalan, "Fragmentado" é o segundo sucesso consecutivo após "A Visita", consolidando uma carreira que subiu aos píncaros com "O Sexto Sentido" (1999), "O Protegido" (2000) e "Sinais" (2002), mas que após a relativa desilusão de "A Vila" (2004) caiu com estrondo com os sucessivos fracassos de "A Senhora da Água" (2006), "O Acontecimento" (2008), "O Último Airbender" (2010) e principalmente "Depois da Terra" (2013).

Em segundo lugar e a grande distância ficou o filme que os analistas pensavam que iria disputar taco-a-taco a liderança com "Fragmentado": "xXx: O Regresso de Xander Cage" ficou-se pelos 20 milhões, muito longe dos 44,5 da estreia do original "XXX - Missão Radical" em 2002.

Já em exibição em Portugal, o filme teve um orçamento de 85 milhões, sem incluir despesas de marketing, que poderá ser compensado pelo mercado internacional, onde Vin Diesel tem uma forte presença.

Ainda assim, a estrela já não se livra da desilusão: não consegue lançar nada novo com excepção de "Velocidade Furiosa" e "Guardiões da Galáxia" e o novo "xXx" junta-se nos seus lançamentos falhados de sagas a "Riddick - A Ascensão" (2013) e "O Último Caçador de Bruxas" (2015).

Trailer "Fragmentado".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.