"Da 5 Bloods - Irmãos de Armas" (realizado por Spike Lee), "Hillbilly Elegy" (de Ron Howard e com Amy Adams e Glenn Close), "Os 7 de Chicago" (de Aaron Sorkin e com um grande elenco, incluindo Eddie Redmayne e Sacha Baron Cohen) e "Ma Rainey's Black Bottom" (com Viola Davis e Chadwick Boseman) são grandes apostas da Netflix a pensar na próxima cerimónia dos Óscares (adiada para abril por causa da pandemia).

Mas a maior e a mais aguardada é "Mank", o novo filme de David Fincher e o primeiro desde "Gone Girl" ("Em Parte Incerta" em Portugal) em 2014.

A Netflix lançou esta quarta-feira (21) o trailer integral daquele que é um projeto muito pessoal do emblemático cineasta de "Sete Pecados Mortais", "Clube de Combate", "Zodiac" e "A Rede Social": um filme a preto e branco baseado num argumento escrito pelo pai, Jack Fincher, falecido em 2003, sobre "o lado negro de Hollywood".

Apesar de revelarem Amanda Seyfried, Lily Collins ou Charles Dance, as imagens centram-se em Gary Oldman como Herman J. Mankiewicz e o olhar mordaz deste jornalista e dramaturgo que se mudou para Hollywood na década de 1920 e se tornou um dos seus mais famosos argumentistas e "script doctors" (ajudando a melhorar trabalhos de outros em segredo).

A história acompanha os bastidores criativos que ajudaram a criar aquele que geralmente considerado o melhor filme da história do cinema: "O Mundo a Seus Pés", de Orson Welles (1941), inspirado na figura do magnata William Randolph Hearst (Charles Dance).

"Mank" vai estrear em alguns cinemas nos EUA em novembro antes de ficar disponível na Netflix a 4 de dezembro.

VEJA O TRAILER.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.