"
Michael Clarke Duncan morreu em paz hoje", disse à AFP o seu agente, Dan Spilo. "Era um grande homem com um grande coração e foi uma honra e um privilégio para mim representá-lo", acrescentou.

A namorada do ator, Omarosa Manigault, estrela do reality show "The Apprentice", pediu privacidade através da sua assessoria.

"Manigault está agradecida por todas as suas orações e pede privacidade neste momento. As homenagens públicas e privadas serão anunciadas posteriormente", informou a assessora, Joy Fehily, em comunicado enviado à AFP.

"O ator sofreu um enfarte do miocárdio a 13 de julho e nunca rrecuperou totalmente", acrescentou, ainda que a causa da morte tenha ficado por revelar.

Nascido em 10 de dezembro de 1957, em Chicago, Clarke Duncan mudou-se para Los Angeles na juventude para tentar a carreira de ator, trabalhando antes como stripper e, mais tarde, como guarda-costas de atores como
Will Smith,
Martin Lawrence ou
Jamie Foxx.

Graças à recomendação de
Bruce Willis, seu colega de cena em
«Armageddon» (1998), conseguiu o papel do milagroso presidiário John Coffey em
«À Procura de um Milagre» (1999), de
Frank Darabont.

Clarke Duncan atuou ainda em outros cinquenta filmes, entre eles
«O Rei Escorpião» (2002),
«Cidade do Pecado» (2005) e
«Planeta dos Macacos» (2001). A sua última interpretação poderá ver-se em «The Challenger» (2012), de Kent Moran, filme de ação que se encontra em fase de pós-produção.

Com 1.96 de altura e 136 quilos, o ator tinha a alcunha de «Big Mike».

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.