O ator
Pedro Hestnes, que protagonizou filmes como
«O Sangue» e
«Xavier», morreu hoje em Lisboa aos 49 anos, vítima de cancro, disse à agência Lusa a realizadora
Margarida Gil.

O funeral do ator realiza-se na terça-feira às 15:00 para o cemitério de Camarate, Loures, onde será cremado, disse a mesma fonte.

Pedro Hestnes, filho do arquiteto Raul Hestnes Ferreira e neto do escritor José Gomes Ferreira, tinha acabado de rodar o filme
«Em segunda mão», de
Catarina Ruivo, que está ainda na fase de montagem.

«Estou desconsolado. É um grande choque estar-se a montar o filme sabendo que ele já cá não está», disse à Lusa o produtor do filme,
Fernando Vendrell.

Pedro Hestnes participou em alguns dos filmes mais revelantes do cinema português de finais dos anos 1980, começo dos anos 1990, entre os quais «O Sangue» (1989), de Pedro Costa, que protagonizou com
Inês de Medeiros, e
«Xavier» (1992), de
Manuel Mozos.

Ator discreto, responsável por «alguns dos mais belos planos do cinema português» - como disse Fernando Vendrell - Pedro Hestnes entrou ainda em «O desejado» (1987), de
Paulo Rocha, «Três menos eu» (1988), de
João Canijo, «Agosto» (1988), de
Jorge Silva Melo, «A idade maior» (1991), de
Teresa Villaverde, e «Três Palmeiras» (1994), de
João Botelho.

Mais recentemente integrou, por exemplo,
«Body Rice» (2006), de
Hugo Vieira da Silva, e
«Lobos» (2007), de
José Nascimento.

Fonte: Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.