Já está disponível o livro digital "Nayola – Uma Viagem Pelo Processo Criativo", centrado na produção da primeira longa-metragem de animação de José Miguel Ribeiro, autor de curtas de animação tão elogiadas e premiadas nacional e internacionalmente como “A Suspeita” (vencedor do Cartoon D’Or em 2000, então a maior distinção da animação europeia), “Viagem a Cabo Verde” ou “Estilhaços”.

"Nayola": a guerra pelo olhar das mulheres angolanas no cinema e em animação
"Nayola": a guerra pelo olhar das mulheres angolanas no cinema e em animação
Ver artigo

Aplaudida em pé no Festival de Annecy e com vários prémios internacionais desde 2022, a co-produção internacional da portuguesa Praça Filmes com a belga S.O.I.L., a holandesa Il Luster e a francesa JPL Films, a história com argumento de Virgílio Almeida, a partir de uma peça de teatro de José Eduardo Agualusa e Mia Couto, contrapõe as vidas de três gerações de mulheres - Lelena, Nayola e Yara -, tendo a guerra civil de Angola como pano de fundo.

No comunicado de lançamento, realizador e argumentista revelam a convicção de que "o livro digital será muito interessante para estudantes e profissionais de cinema, especialmente do cinema de animação, fãs do cinema de animação e os espectadores em geral".

José Miguel Ribeiro créditos: Câmara Municipal de Setúbal

A obra digital, que pode ser adquirida no 'site' do filme, partilha a viagem de nove anos através do processo criativo de desenvolvimento e de produção em doze capítulos, que começam pelo processo de adaptação do argumento, com o leitor a ter acesso primeiro ao conto de José Eduardo Agualusa, depois à peça escrita com Mia Couto, e finalmente ao argumento.

A seguir, revela-se como foi criada uma ficção com fortes raízes na realidade angolana através de uma longa fase de desenvolvimento ligada a investigações detalhadas sobre todos os aspetos do filme, "desde as máscaras africanas, à geomorfologia, flora e fauna, aos costumes e rituais dos povos indígenas do deserto, da música popular ao movimento hip-hop, da estrutura matriarcal da sociedade angolana à intervenção das mulheres na Guerra Civil".

"O livro digital é profusamente ilustrado e, muitas hiperligações, permitem ao leitor consultar desde os primeiros estudos gráficos das personagens e dos ambientes, até à sua versão final, testes de cor, testes de animação, o storyboard e o animatic. Partilha-se com o leitor as razões que levaram à escolha das técnicas de animação usadas no filme: o enredo no Passado em 2D e em imagens de arquivo; o enredo no Presente do filme em 3D; as sequências oníricas em pintura animada", destaca o comunicado.

Na parte final da obra, produtor e co-produtores revelam os processos de trabalho desta co-produção internacional que envolveu cinco países: Portugal, Bélgica, França, Países Baixos e Angola, e mais de 100 colaboradores.

TRAILER "NAYOLA".

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.