O realizador Bryan Singer prepara-se para receber uma fortuna com "Bohemian Rhapsody".

O The Hollywood Reporter (THR) avança que vai ganhar dezenas de milhões de dólares graças ao sucesso do filme sobre Freedie Mercury e os Queen apesar de ter sido despedido por uma série de polémicas vagamente descritas como "ausências da rodagem" e estar acossado por acusações de violação envolvendo menores nas últimas semanas.

Bryan Singer: existem novas acusações de violação contra realizador de "Bohemian Rhapsody"
Bryan Singer: existem novas acusações de violação contra realizador de "Bohemian Rhapsody"
Ver artigo

Graças a um percurso com vários sucessos, incluindo a saga "X-Men", e um acordo vantajoso de compensação caso o filme conseguisse lucro e depois chegasse a outras metas comerciais, duas fontes estimaram ao THR que Singer provavelmente irá juntar mais de 40 milhões de dólares aos dez do salário inicial. O equivalente a mais de 43 milhões de euros.

Com 820 milhões de dólares (715 milhões de euros) e vários prémios, o agora nomeado para cinco Óscares, incluindo Melhor Filme, foi um sucesso colossal, o que, segundo o THR, surpreendeu o próprio estúdio, que agora está está a avaliar as opções legais que tem em relação a esta obrigação financeira.

Segundo especialistas neste tipo de acordos, a Fox vai ter um obstáculo complicado: estes acordos de compensação, conhecidos por "backend", costumam ficar sem efeito se um realizador é despedido por justa causa. Só que Singer foi despedido e substituído por Dexter Fletcher... mas continua a ser o único nome nos créditos de "Bohemian Rhapsody".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.