No último fim de semana, Steven Spielberg concorreu com Steven Spielberg nos cinemas americanos e quem ganhou foi... Steven Spielberg.

Em mais uma consequência da COVID-19 na indústria do entretenimento, 27 anos depois "Parque Jurássico" voltou a ser o líder das bilheteiras.

O valor é que não impressiona: 517,6 mil dólares.

Foi tudo muito diferente da estreia do filme com efeitos digitais revolucionários que fizeram os espectadores acreditar que era possível "ressuscitar" os dinossauros: as receitas chegaram aos 50 milhões no fim de semana de 11 de junho de 1993.

Em segundo lugar, com 516,3 mil dólares, ficou "Tubarão", também de Spielberg, mas de 1975, quando liderou as bilheteiras durante 14 semanas e foi o primeiro a render 100 milhões de dólares no mercado americano.

Esta situação só é possível porque cerca de 1100 cinemas estão a funcionar nos EUA desde o encerramento forçado a meio de março, com cerca de 300 a serem "drive-in", mas não há filmes novos.

Os estados com mais cinemas abertos são o Texas (82), Ohio (56), Iowa (47), Florida (39) e Minnesota (39), mas a programação consiste em filmes que estavam em exibição antes da pandemia ("O Homem Invisível" ou "Jumanji: O Nível Seguinte"), títulos de terror do circuito "indy" e... clássicos.

Entre os filmes que os estúdios disponibilizaram, em alguns casos sem custos para os cinemas para os ajudar no lento processo de reabertura e adaptação às novas normas de segurança, estão ainda "Regresso ao Futuro" (que ficou em sexto lugar), "E.T. - O Extraterrestre" (oitavo) e "Os Goonies" (décimo).

Os preços dos bilhetes também foram colocados a preços muito atrativos.

Embora os dados do mercado internacional sejam muito escassos, o drama sul coreano "Innocence" terá sido o filme mais visto a nível "mundial": segundo o Box Office Mojo, as receitas no seu país chegaram ao equivalente a 1,2 milhões de dólares.

Só será possível começar a perceber como vão reagir os espectadores na era da pandemia quando estrearem grandes filmes de Hollywood: as atenções estão viradas para "Mulan", previsto para 23 de julho, e "Tenet", de Christopher Nolan, uma semana mais tarde.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.