O Xerife Adam Mendoza deu esta quarta-feira uma conferência de imprensa com novas informações sobre o incidente que resultou na morte da diretora de fotografia Halyna Hutchins, depois de Alec Baldwin a ter atingido acidentalmente.

O polícia confirmou que a bala disparada era uma munição real e que acabou alojada no ombro de Joel Souza, o realizador de "Rust", que estava atrás de Halyna Hutchins na altura do acidente, tendo sido recuperada e entregue como prova.

Foram também recolhidos cerca de 600 indícios de prova, incluindo a arma disparada pelo ator, e 500 munições do local de rodagem, uma mistura entre balas modificadas ("blanks") e outras que se suspeitam que sejam balas verdadeiras.

Todas as provas serão entregues ao FBI para mais testes, indicou Adam Mendoza.

Durante a conferência foi também confirmado que três pessoas manusearam a arma do disparo: Alec Baldwin, o assistente de realização Dave Halls e a armeira Hannah Gutierrez Reed.

No local estava também presente Mary Carmack-Altwies, a procuradora do Ministério Público, que confirmou que não foram ainda formalmente feitas detenções ou acusações mas que, neste momento, "tudo está em aberto", acrescentando que é necessário ter uma investigação mais aprofundada para avançar com acusações formais.

"Se os factos em evidência e na lei apoiarem as acusações, iniciarei então o processo nessa altura. Sou uma procuradora que foi eleita em parte porque não tomo decisões precipitadas e não me precipito em conclusões", salientou.

Respondendo a perguntas dos jornalistas, Adam Mendoza disse que as autoridades suspeitam da existência de outras balas verdadeiras no local da rodagem, o que só poderá ficar esclarecido com os testes.

"Vamos averiguar como é que lá chegaram, por que é que estavam lá, porque não deveriam estar lá", esclareceu.

O dia do incidente

O chefe-eletricista Serge Svetnoy e a diretora de fotografia Halyna Hutchins (Facebook)

Na quinta-feira passada, Alec Baldwin matou acidentalmente Halyna Hutchins, de 42 anos, a diretora de fotografia do filme que estava a rodar, o 'wester' de baixo orçamento "Rust", ao disparar uma arma de adereço que não devia estar carregada com balas verdadeiras.

O realizador Joel Souza ficou ferido, mas recebeu alta hospitalar no fim do dia de um ferimento no ombro.

O incidente aconteceu pelas 13h50 no Rancho Bonanza Creek, um local famoso para filmes nos Estados Unidos, onde foram rodados longas-metragens como "Cowboys & Aliens" e "Longmire".

O incidente ocorreu durante o ensaio de uma cena dentro de uma igreja, que não foi filmada.

Tragédia na rodagem de "Rust" com Alec Baldwin: quais as regras para armas e munições nas filmagens?
Tragédia na rodagem de "Rust" com Alec Baldwin: quais as regras para armas e munições nas filmagens?
Ver artigo

Segundo os registos da investigação, o assistente de realização Dave Halls foi buscar uma arma de adereço, uma de três colocadas num carrinho, que entregou a Alec Baldwin gritando a expressão ‘cold gun’, o que significa que era seguro usar a arma, por não estar carregada com munições verdadeiras.

Em declarações às autoridades, Joel Souza explicou que Alec Baldwin estava a ensaiar uma cena em que apontava a arma cenográfica para a lente da câmara quando disparou contra a diretora de fotografia.

O realizador, que estava em pé atrás de Halyna Hutchins quando a arma foi disparada, disse ter ouvido algo que "soou como um chicote e depois um estalo forte".

Após o disparo, a diretora de fotografia "segurou o abdómen" e disse que não sentia as pernas, contou o realizador, acrescentando que ela "começou a tropeçar para trás" e foi "ajudada a cair no chão".

O operador de câmara Reid Russell, que estava de pé ao lado de Joel Souza e Halyna Hutchins, disse que Alec Baldwin estava "a tentar explicar como ia tirar a arma e onde estaria o seu braço quando a sacasse".

O ator de 63 anos foi interrogado e deixou as instalações da esquadra de Santa Fé no mesmo dia sem que fosse acusado enquanto decorre a investigação, tendo sido visto a chorar por um repórter do jornal Santa Fe New Mexican, que publicou fotos que o mostram visivelmente abalado.

No início desta semana, foi noticiado que sete pessoas que trabalhavam em "Rust" demitiram-se antes da tragédia invocando, entre outras, questões de segurança.

Vários jornais, citando membros da equipa não identificados, alegam que Alec Baldwin já tinha feito dois disparos com balas reais, acidentalmente, por ter usado uma arma que lhe tinham dito que não estava carregada com munições.

Segundo o canal NBC News, Dave Halls tem má reputação por omitir práticas de segurança e foi despedido em 2019 da rodagem de "Freedom's Path" por causa de um incidente com uma pistola, confirmou um dos produtores desse filme.

"Absolutamente destroçados"

"Não há palavras para expressar o meu choque e a minha tristeza em relação ao trágico acidente que tirou a vida a Halyna Hutchins, uma esposa, mãe e colega que muito admiramos. Estou a cooperar totalmente com a investigação policial para perceber como esta tragédia ocorreu e estou em contacto com o marido dela, oferecendo-lhe o meu apoio e à sua família.", partilhou Alec Baldwin na sua conta de Instagram no dia a seguir.

"Estou de coração partido pelo seu marido, pelo seu filho e por todos os que conheceram e amaram a Halyna", acrescentou o ator.

"Todo o elenco e os trabalhadores [do filme] estão absolutamente destroçados com a tragédia, e queremos enviar as nossas mais profundas condolências à família de Halyna e aos seus entes queridos", afirmou a produção em comunicado ainda na quinta-feira.

A revista American Cinematographer apontou Halyna Hutchins como uma das estrelas em ascensão da fotografia no cinema em 2019.

Hutchnis, que morava em Los Angeles, nasceu na Ucrânia e foi criada numa base militar soviética dentro do círculo polar ártico, segundo a revista.

Mortes em rodagem

Os sets de filmagens têm normas para o uso de armas cenográficas, mas vários acidentes foram registados nas últimas décadas.

Um dos mais famosos aconteceu quando Brandon Lee, filho da lenda das artes marciais Bruce Lee, morreu durante as filmagens de "O Corvo", após ser baleado com uma arma que deveria conter balas de pólvora seca.

A irmã de Brandon Lee, Shannon Lee, comentou o incidente no Twitter.

"Os nossos corações estão com as famílias de Halyna Hutchins e de Joel Souza e de todos os envolvidos no incidente em 'Rust'", publicou na conta oficial no Twitter de Brandon Lee.

"Ninguém deveria ser morto por uma arma num set de filmagem", completou.

Em "Rust", Alec baldwin interpretava Harland Rust, um fugitivo que via o neto ser acusado de assassinato e que fugia com ele quando o jovem era condenado à forca pelo crime.

Algumas horas antes do acidente, o ator tinha publicado uma foto no Instagram, aparentemente no set, vestido com roupas de época ensanguentadas.

"De volta ao trabalho presencial. Caramba... é cansativo", escreveu na legenda da publicação, entretanto removida.

Dois dias antes da tragédia, Halyna Hutchins tinha partilhado uma imagem com a equipa do filme no local da rodagem em apoio a uma greve das equipas de produção de Hollywood. A diretora de fotografia está à direita de Alec Baldwin, ligeiramente atrás.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.