Após quase três meses de paragem devido à COVID-19, a produção de “Salgueiro Maia – O Implicado” foi retomada no início de junho.

Foi Salgueiro Maia que comandou a coluna militar que, partindo da Escola Prática de Cavalaria, em Santarém, ocupou a Praça do Comércio e cercou o Quartel do Carmo, em Lisboa, levando à rendição do então presidente do Conselho, Marcello Caetano, e à definitiva queda da ditadura do Estado Novo.

O SAPO Mag esteve presente num dia da rodagem do filme de Sérgio Graciano sobre aquele que é considerado o herói e o símbolo mais puro do 25 de Abril de 1974, mas de quem pouco se sabe sobre o resto da vida até à morte precoce a 3 de abril de 1992, aos 47 anos.

O "homem que tudo deu e nada quis", como descreveu a escritora Sofia de Mello Breyner, é interpretado por Tomás Alves, que reconhece ter "é uma responsabilidade muito grande".

Além do cuidado com a reconstituição da época, notou-se um novo adereço na rodagem: as máscaras impostas pelas novas regras para a produção de cinema e audiovisual em Portugal em tempos de pandemia.

A estreia de “Salgueiro Maia – O Implicado” nos cinemas está anunciada para 1 de outubro.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.