Na noite de 31 de outubro, as crianças vão de porta em porta a proclamar «doces ou travessuras»: é o Halloween, o dia das bruxas, que já não é um exclusivo das culturas anglo-saxónicas.

Em antecipação a mais uma celebração, os serviços das listas telefónicas dos EUA revelaram que personagens do cinema de terror ou personalidades que se celebraram no género são mais populares num país onde existe uma liberdade quase total na atribuição de nomes aos descendentes. A lista de 13 nomes inclui ainda o Estado em que existem mais pessoas com esse nome.

Michael Myers, o mais celebrado assassino em série do Halloween, é também o nome de 4282 pessoas nos EUA, 333 das quais vivem no estado do Ohio. O escritor Stephen King fica num distante segundo lugar, com 2068 pessoas a partilharem o nome, com Texas a reunir o maior número: 168. No mesmo estado existem 9 Norman Bates (dos filmes «Psico»), que se juntam a 87 no resto do país, suficiente para assegurar a terceira posição.

Em relação a outros nomes associados à data, a instituição informou ainda que existem 6399 cujo primeiro nome é Hannibal e nos apelidos, 510 pessoas usam Frankenstein e 38 Ghost (Fantasma).


A lista completa de personalidades que nos assustaram no grande ecrã e que, afinal, são vizinhos de muitas famílias norte-americanas, completa-se com:

4. Jason Voorhees (o assassino de «Sexta-Feira 13 »): 30;

5. Annie Wilkes (a psicopata de «Misery - O Capítulo Final»): 25;

6. Jack Torrance (o escritor enlouquecido de «Shining»): 10;

7. Wes Craven (o realizador de «Pesadelo em Elm Street» e «Gritos»): 7;

8. Alfred Hitchcock (o realizador de «Psico», «Os Pássaros», etc.): 7;

9. Max Cady (o psicopata de «O Cabo do Medo»): 6;

10. Freddy Krueger (o assassino de «Pesadelo Em Elm Street»): 5;

11. Donnie Darko («Donnie Darko»): 4;

12. Samara Morgan (a criança responsável pela maldição de «The Ring - O Aviso»): 2;

13. Damien Thorn (o filho do diabo em «O Génio do Mal»): 1 (Califórnia)