Um par de sapatos de Rubi usados por Judy Garland no filme "O Feiticeiro de Oz" foram recuperados após estarem desaparecidos durante 13 anos.

O Museu Judy Garland, em Grand Rapids, no Minnesota, terra natal da atriz, confirmou a informação, bem como a revelação de mais detalhes numa conferência de imprensa.

Emprestados pelo colecionador Michael Shaw, os sapatos tinham sido roubados do museu em agosto de 2005 por alguém que escalou para uma janela e partiu a pequena vitrine onde estavam.

Havia um seguro de um milhão de dólares e na época as autoridades ofereceram uma recompensa de 250 mil dólares. Um fã no Arizona acrescentou mais um milhão em 2015.

No filme de 1939 que se tornou um dos grandes clássicos do cinema, os sapatos de cor rubi representam o sonho.

Artefactos complexos com pelo menos 12 materiais e de aspeto frágil ao fim de 80 anos, pensa-se que terão sido feitos entre sete a dez pares para a rodagem.

Para além do par que agora foi recuperado, os que chegaram até aos nossos dias estão na posse da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (responsável pelos Óscares), de um coleccionador privado e do Smithsonian, o Museu Nacional de História Americana, onde  são uma das peças mais procuradas pelo público.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.