"Truman" foi o grande vencedor dos prémios Goya, entregues no sábado à noite em Madrid.

Na 30ª edição dos prémios que representam a consagração máxima do cinema espanhol ganhou cinco dos seis prémios para que estava nomeado: Filme, Realização, Argumento Original, Ator Principal e Secundário, respetivamente Ricardo Darín e Javier Cámara.

A co-produção da Argentina e Espanha dirigida por Cesc Gay é descrita como um "hino às palavras" através das histórias de vida partilhadas por dois amigos que se encontram quando um visita inesperadamente o outro.

Durante a longa cerimónia em que foram entregues 28 galardões, Natalia de Molina foi considerada a Melhor Atriz por "Techo y Comida" e Luisa Gavasa a Melhor Secundária por "La Novia", filme que só somou também a distinção pela Fotografia e foi o grande derrotado da noite, já que liderava com 12 nomeações e partia como favorito.

O primeiro Goya da noite foi o de Melhor Canção para "Palmeras en la Nieve", do filme homónimo, a primeira composição para cinema de Pablo Alborán, que recebeu a distinção com Lucas Vidal.

"O De$conhecido" (Montagem, Som), "Anacleto: Agente Secreto" (Efeitos Especiais), "Mustang" (Filme Europeu), que chega a 25 de fevereiro a Portugal, e "Conquista a Lua" (Animação), com data de estreia prevista para 31 de março, são as excepções num grupo de premiados que na maioria não chegaram ao nosso país.

O realizador Mariano Ozores, com 89 anos e 96 filmes, "provavelmente o que mais pessoas colocou no cinema em Espanha", como recordou o El País, recebeu o Goya honorário.

Pela segunda vez consecutiva, o anfitrião foi Dani Rovira, a estrela-revelação de "Namoro à Espanhola", que, sem surpresas, não poupou a classe política do país vizinho e fez um discurso bastante contundente contra a austeridade ("Dizem-nos que um andar com 30 metros quadrados é um andar digno"), além de chamar a atenção para a presença na cerimónia de "um possível governo do nosso país", uma vez que entre o público da gala estavam Pedro Sánchez (PSOE), Albert Rovira (Ciudadanos), Pablo Iglesias (Podemos) e Alberto Garzón (Esquerda Unida).

Votados por uma Academia com 1400 membros, os Goya foram entregues num momento em que vários observadores pensam que é necessário fazer uma reflexão sobre a auto-denominada "grande festa do cinema espanhol", questionando o esmagador predomínio de nomeados circunscritos a nichos de mercado.

Com efeito, apesar de se terem vendido 92.2 milhões de bilhetes em 2015 e o cinema espanhol representar 19% do mercado, os cinco títulos nomeados para o Goya de Melhor Filme somavam apenas 1,1 milhões de espectadores e um deles, "Truman", contribuiu com 500 mil.

Por comparação, o filme mais visto o ano passado, "Ocho Apellidos Catalanes", a sequela de "Ocho Apellidos Vascos/Namoro à Espanhola" (2014), o maior sucesso de sempre do cinema espanhol, teve 4,5 milhões de espectadores e não foi nomeado para qualquer prémio, quando o original fora distinguido em três categorias.

LISTA DE PREMIADOS

Filme: "Truman"

Realização: Cesc Gay ("Truman")

Ator Principal: Ricardo Darín ("Truman")

Atriz Principal: Natalia de Molina ("Techo y Comida")

Ator Secundário: Javier Cámara ("Truman")

Atriz Secundária: Luisa Gavasa ("La Novia")

Ator Revelação: Miguel Herranz ("A Cambio de Nada")

Atriz Revelação: Irene Escolar ("Un Otoño sin Berlín")

Realizador Estreante: Daniel Guzman ("A Cambio de Nada")

Filme Europeu: "Mustang", de Deniz Gamze Ergüven (França/Turquia)

Filme Ibero-americano: "El Clan", de Pablo Trapero (Argentina/Espanha)

Animação: "Conquista a Lua"

Documentário: "Sueños de Sal"

Argumento Original: "Truman"

Argumento Adaptado: "A Perfect Day"

Direção Artística: "Palmeras en la Nieve"

Montagem: "O De$conhecido"

Fotografia: "La Novia"

Guarda-Roupa: "Nadie Quiere la Noche"

Caracterização e/ou Penteados: "Nadie Quiere la Noche"

Direção de Produção: "Nadie Quiere la Noche"

Banda Sonora: "Nadie Quiere la Noche"

Canção: "Nadie Quiere la Noche"

Som: "O De$conhecido"

Efeitos Especiais: "Anacleto: Agente Secreto"

Curta de ficção: "El Corredor"

Curta documental: "Hijos de la Tierra"

Curta de animação: "Alike"

Goya Honorário: Mariano Ozores

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.