A Sony anunciou esta terça-feira (22) que a sequela de "Venom" vai chamar-se "Venom: Let There Be Carnage", mas acrescentou que já não vai chegar aos cinemas a 2 de outubro.

Por causa da COVID-19, o novo filme que continua a história do simbionte extraterrestre que se apoderou do jornalista Eddie Brock interpretado por Tom Hardy entrou na lucrativa temporada de verão de 2021: estreia a 25 de junho.

Esta nova data pertencia a "The Batman", que passou para outubro de 2021, também adiado por causa da pandemia, tal como muitos outros filmes.

"Spin-off" da saga “Homem-Aranha” em que o antigo vilão é transformado em anti-herói, o primeiro "Venom" foi um dos maiores sucessos de bilheteira de 2018, apesar das más críticas.

A história da sequela está a ser mantida em segredo, mas além de Tom Hardy regressam Michelle Williams e Woody Harrelson, visto nos últimos momentos do primeiro filme como Cletus Kasady / Carnage (Carnificina). As principais novidades no elenco são Naomie Harris e Stephen Graham.

Na realização está Andy Serkis, bastante conhecido principalmente como ator: além de ter sido o César na saga "Planeta dos Macacos", é mundialmente famoso pelo papel de Golum na trilogia "O Senhor dos Anéis".

ANTES DE "VENOM", VEJA COMO ESTÁ O MAPA DE ESTREIAS DOS GRANDES FILMES AFETADOS PELA COVID-19.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.