A banda escocesa encontra-se a trabalhar no sucessor de “Opposites”, editado em 2013, que deverá ser, segundo revelou Simon Neil à Q magazine, mais curto e “agressivo”.

“Nós temos, provavelmente, 20 canções, que estão cerca de 80% terminadas… Está a soar mesmo rock, neste momento. Acho que é importante impor mais regras e limitações no que fazemos, porque nos últimos discos avançámos com quaisquer ideias que tínhamos”, explicou o vocalista.

“Por isso, neste, quando falo em despojado, não quero dizer que vai soar básico ou algo assim, mas talvez um pouco mais agressivo”, continuou Neil, adiantando ainda que, provavelmente, só dez canções acabarão no alinhamento do disco. “Vimos de um álbum duplo, é importante sermos mesmos concisos, por isso devemos ficar com apenas dez canções”, afirmou.

As gravações do álbum deverão ter início no próximo verão, conforme indicou Ben Johnston, baterista do coletivo, ao NME, no final do ano passado.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.