Intitulada "Drawn Blank Series", a série nasceu a partir de esboços feitos pelo músico entre 1989 e 1992 que incluem uma mulher de costas, uma vista de uma varanda ou natureza morta. O seus desenhos em preto e branco foram divulgados em 1994 num livro que teve um considerável sucesso.

Em 2006, a diretora do museu alemão Kunstsammlungen Chemnitz, Ingrid Mössinger, pediu que o cantor os pintasse e ampliasse o acervo, explicou Mickey Ross, proprietário da galeria Ross Art group, que expõe algumas das obras em Nova Iorque.

Dylan, que completará 73 anos a 24 de maio, trabalhou durante oito meses no projeto e produziu 170 pinturas e aquarelas coloridas, com traços muitas vezes simples.

Algumas obras foram expostas pela primeira vez na Alemanha em 2007. Em alguns casos, o mesmo desenho deu lugar a diversas pinturas com cores diferentes, como no caso do retrato de uma mulher de costas com um vestido verde, rosa ou azul.

Os títulos das obras são sombrios, sem nenhuma explicação. "É muito importante para Bob Dylan. Não quer dizer ao visitante o que deve reter", explica Mickey Ross.

As obras apresentadas em Nova Iorque são vendidas a preços que variam entre 2500 e 400 mil dólares.

@AFP

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.