A equipa de investigaçãodeclarou que a sua “equação de sucesso” consegue prever quando uma música se irá tornar num êxito, entrando para o top 5 de singles, com 60% de precisão,tendo em contafatores como o volume, o tempo, otiming e a complexidade harmónica.

Os cientistas analisaram músicas retiradas das tabelas de singles do Reino Unido nos últimos 50 anos, para poderem testar a fórmula, que conta com 23 critérios para determinar se a faixa conseguirá chegar aos tops ou não.

Dr Tijl De Bie, líder da equipa, que leciona a cadeira de inteligência artificial na Universidade de Bristol, declarou à BBC: “O objetivo era descobrir se conseguíamos obter uma equação que distinguisse uma música de sucesso. Esperamos ter uma taxa de sucesso na casa dos 60 por cento dos casos". "Não é perfeita”, admitiu.

O cientista afirmou ainda que a investigação ajudou a demonstrar que o que torna uma música popular tem vindoa alterar-se nos últimos 50 anos,acrescentando que uma música fácil de dançar tem,desde os anos 80,uma probabilidade de se tornar um sucesso, sendo queantes dessa década tal critério não era relevante.

Em declarações à Press Associaton, Dr Tijl De Bie, revelou ainda: “Os gostos musicais evoluem, o que significa que a nossa fórmula necessita de evoluir também. Descobrimos que os critérios que definem o sucesso de uma música variam consoante a era. Isto pode ser resultante da variação dos estilos dominantes de música, cultura e ambiente.”

Paulo Costa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.