Pode a história de uma banda com mais de vinte anos ser compilada num único registo e não deixar nada de relevante para trás? Pode, e a banda sonora do documentário de Cameron Crowesobre o vigésimo aniversário do lançamento de “Ten”, primeiro álbum dos Pearl Jam, é exemplo disso.

O lançamento de uma compilação de raridades e faixas ao vivo não é algo de novo no repertório do quinteto de Seattle. Qualquer fã que se preze já terá decerto ouvido o unplugged de 1992, a compilação de raridades “Lost Dogs”, de 2003, ou o registo de muitos concertos gravados e disponibilizados pela banda ao longo dos anos.

Inserido num registo histórico e biográfico do panorama musical do início da década de 90, “Pearl Jam Twenty OST” oferece a possibilidade de percorrer as várias etapas na carreira do grupo.
Desde os primórdios da banda, fundada nas cinzas dos Mother Love Bone, passando pelo tributo a Andrew Wood com Chris Cornell e Matt Cameron em Temple of the Dog, à gravação do álbum “Mirror Ball” com Neil Young, em 1995, todas as canções evocam um determinado momento no caminho dos Pearl Jam até aos dias de hoje.

Em “Pearl Jam Twenty OST” podem ouvir-se preciosidades como uma das primeiras versões ao vivo de “Alive”, em 1990, ou a voz de Eddie Vedder numa versão de “Crown of Thorns”, dos Mother Love Bone, em 2000.
Naturalmente, o álbum “Ten” tem maior destaque na compilação com versões muito bem conseguidas de “Release”, “Garden”, Why Go” ou “Black”. Estranhamente, “Jeremy”, um dos maiores êxitos dos Pearl Jam, ficou fora da compilação.

A banda sonora do documentário de Cameron Crowe, “Pearl Jam Twenty”, foi lançada em duplo CD no próprio dia da estreia mundial do filme e é um registo bem documentado da evolução e biografia de uma banda marcante. Feita a festa, venham agora mais 20?

@Eduardo Santiago

Trailer do documentário "Pearl Jam Twenty":

Pearl Jam - "Better Man" (ao vivo):

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.