O filme, que conta com a produção executiva da filha do músico, Frances Bean Cobain, irá ser difundido pela primeira vez a 4 de maio, na HBO, contendo no seu alinhamento “originais até hoje nunca ouvidos” do catálogo do vocalista dos Nirvana, conforme revelou um comunicado emitido pelo canal de televisão norte-americano.

A realização da obra, que já está a ser feita há oito anos, ficou a cargo de Brett Morgan, a quem foi permitido o acesso ao arquivo de Kurt, onde constavam filmes, gravações, projetos artísticos, fotografias, diários e demos do músico. “Comecei a trabalhar neste projeto há oito anos. Como a maioria das pessoas, quando comecei, achei que haveria uma quantidade limitada de material novo para desenterrar. Contudo, a partir do momento em que entrei no arquivo de Kurt, descobri mais de 200 horas de música e audio inéditos, uma vasta gama de projetos artísticos (pinturas a óleo, esculturas), horas incontáveis de filmes caseiros nunca antes vistos, e mais de 4000 páginas de escritos que, juntos, ajudam a pintar um retrato íntimo de um artista que raramente se revelou aos media”, contou o realizador, em novembro do ano passado.

O filme leva o nome de uma mixtape gravada por Cobain aos 21 anos de idade, com recurso a um gravador de cassetes, que reúne canções, discursos e sons vários. Entre os temas incluídos estão ABC, dos The Jackson Five; Hot Pants, de James Brown; A Day In The Life, dos The Beatles; Whole Lotta Love, dos Led Zeppelin; Get Down, Make Love, dos Queen; I Want Your Sex, de George Michael; ou Run to the Hills, dos Iron Maiden. Destaque ainda para excertos da “Rua Sésamo”, dos “The Flintstones” e da “Guerra das Estrelas”, e para um discurso de Jimi Hendrix.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.