Conheceram-se «nos bastidores» do universo musical. Dois anos depois lançam «Onde Mora o Mundo». O projecto de JP Simões e Afonso Pais conjuga influências de Bossa Nova, Jazz, Cancioneiro norte-americano e vagueia entre amores impossíveis e sátiras sociais mordazes.

«Um processo vivido», é assim que Afonso Pais qualifica a dinâmica de trabalho da dupla. «Não foram duas reuniões num escritório, ou seja, muito organizado em termos de horário. Foram reuniões espontâneas e completas no aspecto da convivência», acrescenta.

Para JP Simões esta «foi uma experiência boa, sedutora e surpreendente». No entanto, quando se fala de continuidade, o compositor deixa a questão em aberto, assumindo que «depois de um período de trabalho muito intenso às vezes preciso de voltar ao meu trabalho a solo para descobrir mais caminhos».

Actualmente, ambos preferem concentrar esforços na divulgação deste novo trabalho. Para Afonso Pais o que realmente importa é subir ao palco. O lançamento e divulgação do disco é, para o compositor e instrumentista, uma fase inicial, complementar e que, no essencial, gera alguma expetativa sobre os concertos.

Nestas apresentações o público pode esperar um espectáculo onde aquilo que se diz é «rigoroso, sincero e relevante», considera JP Simões. «Nós não somos pessoas de fogo de artifício. Não posso dizer agora que vamos usar fatos espaciais e vamos levitar no palco», brincou o compositor e intérprete.

Caracterizar este trabalho é difícil até para os próprios criadores. JP Simões escreveu e interpretou. Afonso Pais, multi-instrumentista com formação em Jazz, musicou os temas. Esta conjugação de esforços criou um álbum que, segundo JP Simões, vai mais além «do que são os seus temas discursivos». Pretende-se que seja um álbum sensorial onde, segundo Afonso Pais, existe uma «liberdade que não é típica das canções».

«Onde Mora o Mundo», tema que deu nome ao álbum, foi uma sugestão de JP Simões. O compositor disse ao SAPO que, inicialmente, a frase era uma interrogação. No entanto, ao desenvolver este álbum, descobriu que estava perante uma afirmação já que «o mundo mora naquilo que nós podemos construir nele: neste caso um disco».

«Onde Mora o Mundo» vai ser apresentado dia 8 de Julho, pelas 21 horas, na Sala Principal do Teatro São Luiz, em Lisboa.

JP Simões e Afonso Pais vão ser acompanhados por Carlos Barreto (contrabaixo), Luís Candeia (bateria), Jorge Reis (saxofone alto), Tomás Pimentel (fliscorne) e Luís Cunha (trombone, «Eb Horn» e flauta).

@ Inês Alves

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.