«Desde que improvisou com um microfone dentro do acordeão, nunca mais parou de tocar. Nascido em agosto de 1964, na Finlândia, Kimmo Pohjonen é hoje um dos mais respeitados e requisitados músicos e 'performers' nesse país. Um extravagante e super-acordeonista que explora o som do seu instrumento de eleição, dando-lhe proporções que vão para lá da música tradicional a que está associado», explica a organização do FESTIM 2012 em comunicado.

A «excentricidade» de Kimmo Pohjonen é característica inerente a todos os projetos em que se envolve. Earth Machine Music (2006), onde o campo e da agricultura são levados para o palco, Iron Lung (2009), com Ville Walo a compor esculturas com foles de acordeões antigos, e Accordion Wrestling (2010), numa alusão ao grande desporto finlandês, onde acordeonistas entretinham a multidão durante o combate.

Estes são alguns dos projetos a que Pohjonen se associa, além de outros mais orquestrais e de improviso, como Kluster (2004), com o guru do 'sampling' Samuli Kosminen, KTU (2004) e K Cube (2010).

A última vez que Kimmo Pohjonen visitou Portugal foi em 2009, com o projeto Kluster & Proton String Quartet, no Festival Med, em Loulé. A próxima semana marca o regresso ao nosso país para uma minidigressão a solo, no âmbito da quarta edição do FESTIM, no Cine-Teatro de Estarreja, a 29 de junho.

Resultado de sinergias intermunicipais, nomeadamente dos concelhos de Estarreja, Sever do Vouga, Ovar, Albergaria-a-Velha e Águeda, o FESTIM foi recente integrado no European Forum of Worldwide Music Festivals.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.