"Ela está bem, é viciada em trabalho. Eu gostava que ela, às vezes, parasse, para que nós pudéssemos fazer uma pausa. Mas, para dizer a verdade, ela às vezes embaraça-nos", disse este sábado Jake Berry aos jornalistas.

O produtor britânico, nascido em Devon, Inglaterra e que já trabalhou ao longo de 30 anos de carreira com nomes como U2, Rolling Stones ou Metallica, entre outros, adiantou que os concertos iniciais da atual digressão de Madonna, em Israel e nos Emirados Árabes Unidos, foram "um pouco duros" de produzir. "Mas já estamos em digressão há três semanas. (...) O espetáculo, neste momento, já se desenvolve como uma máquina bem oleada", frisou.

A equipa de produção dirigida por Jake Berry em cada concerto tem 110 pessoas, a que se juntam outras 20, responsáveis por cada um dos palcos - existem três na etapa europeia, que serão quatro quando a digressão de Madonna chegar ao continente americano.

Segundo o produtor, o palco - com 40 metros de comprimento, 25 de profundidade e 26 de altura - tem o "maior teto alguma vez construído", dando ao espaço mil metros quadrados de área útil. "Tivemos esta ideia de fazer o maior teto alguma vez construído para que as pessoas, quer estejam no final do relvado ou à frente, estejam totalmente concentrados na 'performance' dos artistas e não se distraiam com ecrãs vídeo ou qualquer coisa fora [do palco]", disse Jake Berry. "É um pouco como um teatro, onde focamos a nossa energia e atenção para o ponto certo e não para os lados. É o maior teto alguma vez feito e estamos orgulhosos de o ter aqui em Coimbra, ao sol", sustentou.

Sobre o que o público que se deslocar a Coimbra poderá esperar do espetáculo - cujo alinhamento, idêntico aos restantes da atual digressão da cantora norte-americana, inclui 20 temas, desde os mais conhecidos aos mais recentes incluídos no novo álbum "M.D.N.A." - Jake Berry disse que "há sempre surpresas" nos concertos de Madonna. Assegurou ainda que "todas" as canções "serão cantadas ao vivo", recusando a existência de qualquer 'playback' por parte da cantora norte-americana.

O concerto da digressão de apresentação do novo álbum de Madona, "M.D.N.A", tem início marcado para as 20:00 de domingo, com uma duração prevista de cerca de duas horas. Na primeira parte atua o DJ francês Martin Solveig.

Este será o terceiro concerto de Madonna em Portugal, depois da passagem em 2004 pelo Pavilhão Atlântico e em 2008 pelo Parque da Bela Vista, ambos em Lisboa.

@Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.