Mariza.jpg" />

"Devia estar louca quando aceitei, mas, se assumi o compromisso, vou cumprir. São três meses sem vir a Portugal, nunca fiz uma digressão tão longa", confessou a fadista à Agência Lusa.

A tour terá início a 13 de Fevereiro no Massey Hall, em Toronto, deslocando-se, no dia seguinte, para o Orchestra Hall Symphony Center, em Chicago.

De Cicago, a diva do fado regressará, no dia 17, ao Canadá, para actuar no La Palais Montcalm, na cidade do Quebeque, seguindo, dia 19, para Amherst, Massachusetts, onde actuará no Fine Arts Center Concert Hall. Dia 20, pisará o palco do Kelley Theatre Fairfield University, em Connecticut.

Ainda em Fevereiro, Mariza actuará no Jorgensen Auditorium, em Storrs; na Penn State University, em Passadena, Califórnia; no Center for the Arts, em Buffalo; no Tilles Center for the Performing Arts, em Greenvale, Pensilvânia; e,finalmente,no Town Hall, em Nova Iorque.

A mega digressão, que se prolongará até dia 2 de Maio, passará, posteriormente, por Filadélphia, Hanover, Burlington, Fairfax, Pittsburgh, Nashville, Hampton, New Bedford, Los Angeles, Detroit, Vancouver, Turlock e San Francisco.

Nesta aventura por territórios americanos, baseada, essencialmente, no álbum que três publicações inglesas colocaram entre os dez melhores do mundo na área de world music - "Terra" -, Mariza será acompanhada por Ângelo Freire, na guitarra portuguesa; Diogo Clemente, na viola; Marino de Freitas, na viola e no baixo; Simon James, no piano e no trompete; e Vicky, na percursão.

Sara Novaisc/ LUSA

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.