A artista dá aulas na escola do Hot Club de Portugal e foi solista da Big Band, o que contribuiu para um percurso evolutivo no mundo da música e do jazz em particular.

No seu primeiro disco, intitulado "Tender Trap" (2005), Marta Hugon interpretou os standards na sua forma "mais pura e honesta". Já no segundo trabalho, chamado "Story Teller" (2008), mostrou "maior ousadia" na seleção e na interpretação dos temas e dos arranjos, recorda a editora.

No seu mais recente disco, "A Different Time", lançado em 2011, Marta Hugon decide avançar para um repertório de música original, em que funde a sua personalidade musical com a do grupo de músicos que a acompanha há vários anos. Apresenta-se mais uma vez com o seu trio e o convidado especial Mário Delgado na guitarra, corresponsável, juntamente com Filipe Melo e com a artista, pela produção deste novo projeto.

"A Different Time" é um disco de canções no qual se ouvem traços de Joni Mitchell, Nick Drake, Elliott Smith e dos Beatles, salienta ainda a editora, traços esses que vão ecoar no decorrer do concerto que Marta Hugon vai conceder na Tapada das Necessidades, em Lisboa, espetáculo inserido na iniciativa MEO Out Jazz.

Também nesse dia, 16 de setembro, a artista participa ainda na homenagem ao pianista Bernardo Sassetti, recentemente falecido, numa cerimónia a decorrer no Teatro São Luiz, em Lisboa.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.