Já há muitos anos que Mitch tentava iniciar uma carreira musical mas nunca tinha sido aceite pelas editoras. Agora, aos 60 anos, aproveitando o foco mediático sobre a sua filha, finalmente conseguiu concretizar o seu sonho.

“Quanto a mim, não havia outra maneira de entrar na indústria porque nem era cantor quando era jovem. Talvez esteja a dar um grande impulso aos geriátricos do Mundo. Nunca é tarde de mais”, disse Mitch Winehouse à Reuters.

O álbum de estreia chama-se “Rush of Love” e junta temas de artistas bem conhecidos como Frank Sinatra ou Tony Bennett: April in Paris, Rush of Love to the Heart ou Close Your Eyes são apenas alguns exemplos. Para além das covers, há também quatro canções originais, todas dentro dos géneros jazz e swing. Ao todo, são 11 faixas.

Junta-se o útil ao agradável e pode o pai tornar-se num exemplo para Amy Winehouse: "(...) se eu me tornasse um grande sucesso, teria um séquito de gente ao meu lado e poderia orientar as pessoas à minha volta e mostrar a Amy como ser de fato uma diva", referiu Mitch.

No Reino Unido as críticas positivas ao discojá se fazem ouvir e Winehouse pai conta também com o apoio da filha.

Fica aqui uma actuação de Mitch Winehouse:

Ágata Ricca

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.