Por eles – Palco do Castelo, Palco da Bica e Palco do Arco -, vão passar, ao longo dos cinco dias do evento, um total de 32 projectos musicais, que trarão sonoridades diferentes, mas com uma base em comum: as chamadas músicas do mundo, que, nos últimos anos, ganharam uma forte projecção no panorama nacional.

Assim, no arranque do festival, o destaque no Palco do Castelo vai para o projecto de Marrocos/Espanha, Ibn Batuta – um grupo de músicas do Mediterrâneo e Médio Oriente; e para os portugueses Mariária, que vão levar ao MED uma fusão de ritmos orientais e celtismo, através de instrumentos tão portugueses como a guitarra, o cavaquinho ou o acordeão.

Ainda para o primeiro dia, mas no Palco da Bica, duas propostas em português: os louletanos Luxarma Zen e os Ramudah, que juntam à música étnica o jazz e a electrónica.

Já no Palco do Arco, os Lounge’as Trio farão uma fusão do fado com o tango, tendo por base uma sonoridade electro. É também neste palco que a banda residente Yin & Yang vai actuar durante os cinco dias do certame.

No segundo dia, sobem ao Palco do Castelo dois projectos em português: os Diabo a Sete, que apostam numa nova roupagem da música tradicional portuguesa; e os portuenses Mu, cuja música é inspirada nos sons das culturas europeias, através do uso e da fusão de instrumentos de todo o mundo.

Na Bica, Apolinário Correia, o carismático líder dos Devil in Me, apresenta o seu projecto a solo como Sam Alone. No mesmo palco, actua o quarteto Amar Guitarra, que fará uma deslumbrante viagem pelo universo sonoro latino, com passagem por terrenos do jazz e do blues.

Para ver nessa noite, há ainda o grupo Abmiram, que vai subir ao Palco do Arco, para mostrar a versatilidade de vários instrumentos de percussão, em especial a marimba.

Da Bulgária vêm os Hristov para subir ao Palco do Castelo a dia 26. O grupo apresenta um espectáculo de música Klezmer – antigas músicas judias originárias do Este da Europa e dos Balcãs. Seguem-se os Philarmonic Weed, uma fusão de reggae, afro, hip-hop, samba, funk e jazz.
As atenções vão estar também na Bica, onde actua o projecto Nanook & Os Vagabundos, liderado pelo cantautor e compositor Tércio Freire, e os Duonde, que cantam o Brasil e Cabo Verde, o país de origem do grupo.

No Palco do Arco, o Trio João Ornelas vai interpretar temas de jazz, fazendo uma incursão pelos ritmos latinos e bossa nova.

No penúltimo dia, o Palco do Castelo veste-se com as cores espanholas para receber duas bandas de «nuestros hermanos»: os galegos Mutenrohi e as duas irmãs brasileiras residentes em Barcelona, N’Sista. Também de regresso ao MED vão estar os algarvios Raspect, que irão apresentar o seu mais recente trabalho.

Os Mistura Pura sobem ao Palco da Bica com as sonoridades afro-brasileiras acompanhadas ao violão, e também os portugueses OCO, que pretendem apresentar uma “viagem sensorial no vazio oco pela paz”.

Já no Arco, a proposta da noite, a par da banda residente, é o grupo Kazu que, a partir de instrumentos feitos com resíduos urbanos, apresenta temas bem conhecidos de todos.
No encerramento do festival, Filipa Pais vai estar no Palco do Castelo. No mesmo local, a festa irá acontecer com os espanhóis Son de Nadie, que trazem a Portugal um espectáculo cheio de ritmo, cor e alegria.

O cantor e tocador de alaúde Eduardo Ramos, e os Alma Lusa são os nomes que integram o cartaz do Palco da Bica.

E no Arco, no cair do pano do MED, acontece o regresso a este festival da jovem Susana Travassos, uma algarvia natural de Vila Real de Santo António, cujo trabalho é marcado pela música brasileira e pela diva Elis Regina.

Apesar da essência do Festival MED assentar na world music, a organização alargou o programa musical a um outro tipo de público, nomeadamente aos amantes da música clássica. Assim, na Igreja Matriz vai estar instalado o Palco MED Classic, com cinco propostas distintas.

No primeiro dia, actua neste palco o Trio Corelli, um projecto que nasceu em 2005 e que, desde então, tem desenvolvido uma intensa actividade, com participações em vários festivais internacionais.

Na quinta-feira, Rui Baeta (voz) e Ruben Alves (piano) promovem um concerto, em que o improviso das composições, tão típico do jazz, será a grande aposta.

A Orquestra do Algarve sobe ao palco na sexta-feira, dia 26, para apresentar um concerto dedicado aos compositores Georges Bizet (Sinfonia em Dó Maior) e Jan Václav Voriseck (Sinfonia em Ré Maior).

Outra Orquestra – a de Sopros de Castro Verde – também integra o cartaz do MED Classic, no sábado, dia 27. Sob a batuta do Maestro Ricardo Carvalho, cerca de 50 jovens músicos vão mostrar o trabalho que tem sido realizado por este agrupamento, desde Abril de 2008.

Finalmente, no dia de encerramento do Festival MED, domingo, 28 de Junho, o Duo violiNOacordeão, formado por João Pedro Cunha e Gonçalo Pescada, apresenta-se no Palco MED Classic para um espectáculo que, mantendo a formalidade dos concertos de música
erudita, primará por um ambiente descontraído, criado pela proximidade entre público e artistas.

Todos estes nomes juntam-se assim aos já confirmados anteriormente para os Palco Matriz e Cerca do Evento, que, nesta edição, contarão com as performances de Bajofondo Tango Club, Ojos de Brujo, Camané, Rokia Traoré, Lura, Orquestra Buena Vista Social Club, Donna Maria, entre muitos outros.

Organizado pela Câmara Municipal de Loulé, o Festival Med, que conhece este ano a sua 6ª edição, decorre de 24 a 29 de Junho, no Centro Histórico de Loulé.

Inspirado na cultura mediterrânica e assente em sonoridades da world music, o MED contará ainda com outras manifestações artísticas e culturais, como a pintura, a gastronomia, o artesanato, o teatro e a animação de rua.

Os ingressos para o certame, já à venda no local, custam entre € 12 (bilhete diário) e € 40 (passe para os cinco dias).

Recorde-se que a edição 2008 do Festival Med bateu todos os recordes de bilheteira, com cerca de 22 mil pessoas a visitarem-no. Solomon Burke, Jimmy Cliff, Amadou & Mariam, Balkan Beat Box, Caravan Palace, Deolinda e Ana Moura foram alguns dos músicos que contribuíram para o feito.

Confere aqui o cartaz completo da 6ª edição do Festival Med:

Quarta-feira, 24 Junho
Rabih Abou Khalil "Em Português" (Palco Matriz)
Moriarty (Palco Cerca)
Bajofondo (Palco Matriz)
Ibn Batuta (Palco do Castelo)
Mariária (Palco do Castelo)
Luxarma Zen (Palco da Bica)
Ramudah (Palco da Bica)
Lounge'as Trio (Palco do Arco)
Yin & Yang (Palco do Arco)
Trio Corelli (Palco Med Clássic)

Quinta-feira, 25 Junho
Eneida Marta (Palco Cerca)
Ojos de Brujo (Palco Matriz)
Horace Andy & Dub Asante (Palco Cerca)
Diabo a Sete (Palco do Castelo)
Mu (Palco do Castelo)
Apolinário Correia (Palco da Bica)
Amar Guitarra (Palco da Bica)
Abmiram (Palco do Arco)
Yin & Yang (Palco do Arco)
Rui Baeta e Ruben Alves (Palco Med Classic)

Sexta-feira, 26 Junho
Donna Maria (Palco Cerca)
Orquesta Buena Vista Social Club ® (Palco Matriz)
Pitingo (Palco Cerca)
Dj Click Live (Palco Matriz)
Hristov (Palco do Castelo)
Philharmonic Weed (Palco do Castelo)
Nanook & Os Vagabundos (Palco da Bica)
Duonde (Palco da Bica)
Trio João Ornelas (Palco do Arco)
Yin & Yang (Palco do Arco)
Orquestra do Algarve (Palco Med Classic)

Sábado, 27 Junho
Siba e a Fuloresta (Palco Cerca)
Camané (Palco Matriz)
Lura (Palco Cerca)
Justin Adams & Juldeh Camara (Palco Matriz)
Mutenrohi (Palco do Castelo)
N' Sista (Palco do Castelo)
Raspect (Palco do Castelo)
Mistura Pura (Palco da Bica)
Oco (Palco da Bica)
Kazu (Palco do Arco)
Yin & Yang (Palco do Arco)
Orquestra de Sopros de Castro Verde (Palco Med Classic)

Domingo, 28 Junho
Kimmo Pohjonen Uniko (Palco Cerca)
La Notte Della Taranta feat. Stewart Copeland (Palco Matriz)
Filipa Pais (Palco do Castelo)
Son de Nadie (Palco do Castelo)
Eduardo Ramos (Palco da Bica)
Alma Lusa (Palco da Bica)
Susana Travassos (Palco do Arco)
Yin & Yang (Palco do Arco)
DuoViolinoAcordeão (Palco Med Classic)

Para mais informações sobre o Festival Med 2009, segue este link.

Sara Novais

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.