Os atuais proprietários do espaço disseram, nesta terça-feira, que administrar a casa foi um "trabalho de amor" e que não pretendem mantê-la além de abril de 2014. Palco de alguns dos maiores músicos e artistas das últimas oito décadas, o Roseland Ballroom abriu em 1919.

Inicialmente, era apenas um salão de dança tradicional, mas depois evoluiu para um espaço de concertos de jazz, rock, disco, house, grunge, hip-hop ou rap.

Rolling Stones, Nirvana, Madonna e Beyoncé estão entre os nomes que se apresentaram no local, onde também já foi organizada, por exemplo, a festa de aniversário da ex-secretária de Estado norte-americana Hillary Clinton.

Os atuais proprietários estão à frente da casa há mais de 30 anos. "Administrar Roseland foi um trabalho de amor, razão pela qual adiámos grandes mudanças durante todos estes anos", explicou a Roseland Development Associates.
"Agora, há planos para reformar a propriedade, que serão divulgados quando estiverem concluídos. Roseland fechará as suas portas no final de abril de 2014", acrescentou o grupo.

A companhia organizadora de concertos Live Nation, que tem um acordo exclusivo com a Roseland desde 1990, informou que pretende comemorar a história da casa com uma "série final de concertos incomparável". A agenda da Roseland tem espetáculos programados até 4 de fevereiro, entre eles Danzig, Simple Minds e Panic At The Disco.

A casa tem capacidade para 3500 pessoas e fica no oeste de Manhattan, perto dos teatros da Broadway.

@AFP

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.