A segunda parte do festival na cidade do samba começa hoje e termina no domingo, com uma série de propostas que volta a extravasar o domínio do rock, como Shakira e Ivete Sangalo.

Stevie Wonder é o cabeça de cartaz de hoje no Palco Mundo, depois das atuações de nomes como Legião Urbana, Janelle Monáe e Jamiroquai.

Na sexta-feira o destaque vai para a colombiana Shakira, que fechará a noite depois de Ivete Sangalo e Lenny Kravitz.

O palco principal, na sexta-feira, é ocupado pelos britânicos Coldplay, à beira de editarem um novo álbum, "Xylo Myloto", ou pelos Maroon 5, contratados depois do rapper Jay-Z ter cancelado a atuação no festival.

O Rock in Rio termina no domingo, dia 02 de outubro, com os Guns n'Roses, banda que esteve no festival em 1991 e em 2001.

Veja a entrevista ao Diretor Artístico do palco Sunset.

No palco Sunset, feito de partilhas entre diferentes músicos, estão agendados vários concertos de artistas portugueses.

O primeiro a entrar em cena é o rapper português Boss AC, que dividirá o palco com Afrika Bambaataa e Paula Lima.

Na sexta-feira estarão os Buraka Som Sistema com os brasileiros Mix Hell, à boleia de uma parceria no novo álbum do grupo português, "Komba", a editar em outubro.

David Fonseca apresenta-se no domingo, 02 de outubro, com os espanhóis The Monomes, num palco em que os Titãs tocarão com os Xutos & Pontapés.

Esta parceria do grupo rock brasileiro com o grupo rock português deverá repetir-se em 2012, no Rock in Rio Lisboa.

No palco Sunset, destaque ainda para as atuações brasileiras dos Mutantes com Tom Zé, da cantora Tiê com Jorge Drexler, da artista Céu com João Donato.

Na Eletrónica, a música de dança continuará em força.

Veja a entrevista com Miguel Marangas, o responsável pela Eletrónica do Rock in Rio.

O Rock in Rio teve início no dia 23, num recinto com cerca de 150 mil metros quadrados na zona Oeste da cidade, perto da lagoa de Jacarepaguá.

O evento, que retornou à cidade ao fim de dez anos, está esgotado há meses e espera, no total, 700 mil pessoas.

Nos primeiros dias, à enchente de espetadores juntaram-se críticas por causa da segurança - registaram-se dezenas de assaltos e longas filas de trânsito, com acessos cortados no perímetro da Cidade do Rock e toneladas de lixo acumulado no recinto.

SAPO com Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.