Os
The Agency mostram-se culpados - através de bandas como os Radiohead, Muse ou Coldplay - revelando-se com primeiros temas que não tentam esconder, nem distorcer, a dose de expressão abstracta contando histórias bem concretas através da intimidade de um piano, passando pela parede de som de uma orquestra, até à agressividade de uma guitarra em Max Overdrive.

A formação actual é constituida por 5 cúmplices de uma conspiração musical, declarando-se como culpados João Pina, pelo crime de incutir através da voz a emoção que alguns recusam sentir, André Calado por uso e porte de armas percussivas, incentivando a vontade de libertar o corpo de cada um de nós ao ritmo da bateria, João Joyce responsável pelos graves que fazem vibrar cada célula do ser humano envolvendo-o num mar infinito de som e expressão, Miguel Caiado culpado pelos solos delicadamente expressivos ou totalmente agressivos, e igualmente culpado por powerchords e open-chords extremamente viciantes, e finalmente, Helder Godinho, culpado por disseminar o culto do piano fortíssimo, solos simples mas socialmente condenáveis, programação de orquestras banidas há muito e um sax soprano apenas pelo simples uso de tal engenho, cortando-nos qualquer tipo de relação com a realidade que nós conhecemos. Andam a monte desde Setembro de 2005 e prometem não parar a senda de crime neste recém chegado ano de 2008.

Acima de tudo o objectivo é entreter e serem entretidos, o objectivo é agenciar a vossa alma e a vossa mente, o objectivo...são vocês!!! É inutil resistir...

Para mais informações sobre os The Agency visite:
www.palcoprincipal.com/theagency

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.