“Tivemos as melhores três semanas em estúdio desde 1979”, disse.

O líder do grupo revelou ainda que, não obstante a fase produtiva que a banda atravessa, estão todos cientes que precisam de produzir algo grandioso para o seu próximo longa-duração: “Acho que eles [os restantes membros] estão bastante cientes que os U2 têm que fazer algo muito especial, de forma a continuarem a existir neste momento”.

Recorde-se que Bono admitiu há algum tempo que o último disco dos U2, “No Line On The Horizon”, não incluía tantos singles de sucesso como os seus antecessores, chegando à conclusão que precisavam de escrever algumas faixas mais comerciais, de forma a continuarem no ativo.

Ainda não há, para já, uma data prevista de lançamento do próximo álbum do coletivo irlandês.

Sara Novais

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.