Também nomeados para o galardão – um dos mais importantes da indústria discográfica britânica – estavam FKA Twigs, Kate Tempest e os Royal Blodd, mas foi “Dead”, o disco de estreia do coletivo hip hop, que conquistou o troféu.

“Obrigado. Adoramo-vos. Adoramo-vos a todos. Obrigado”, disseram os Young Fathers ao receberem o prémio.

Mais tarde, à conversa com Alice Levine, declararam: “É positivo. Fizemos isto à nossa maneira. Quando éramos mais novos, sempre quisemos fazer algo que fosse maior do que a cidade onde vivíamos. Sabemos que o que fizemos é especial”.

Formados em 2008, os Young Fathers editaram dois EPs – “Tape One” e “Tape Two” – antes de lançarem o seu primeiro longa-duração, “Dead”.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.