O compositor João Gilberto, um dos nomes mais importantes da música brasileira, morreu no sábado, dia 6 de julho, em sua casa, no Rio de Janeiro, revelou o seu filho João Marcelo Gilberto. Artistas brasileiros como Gal Costa, Daniela Mercury e Caetano Veloso lamentaram publicamente a morte do compositor João Gilberto, considerado pai do estilo musical Bossa Nova.

Jair Bolsonaro também reagiu, quando os jornalistas lhe pediram para comentar a morte do músico. "Era uma pessoa conhecida. Nossos sentimentos à família, tá ok?, respondeu o Presidente do Brasil, segundo o jornal A Folha de São Paulo.

Derivado do samba e com influências do jazz, o estilo Bossa Nova surgiu no fim da década de 1950 pelas mãos de João Gilberto, Tom Jobim, Vinícius de Moraes e de jovens cantores e compositores da classe média do Rio de Janeiro.

O álbum que marcou o início da Bossa Nova, "Chega de saudade", foi composto por Tom Jobim (1927-1994) e Vinícius de Moraes (1913-1980). João Gilberto deu voz à versão mais conhecida da música, lançada em agosto de 1958.

Em 1961, o cantor e compositor concluiu a trilogia de álbuns que, de acordo com o portal da Globo, "apresentaram a Bossa Nova ao mundo": "Chega de saudade" (1959), "O amor, o sorriso e a flor" (1960) e "João Gilberto" (1961).

A causa da sua morte ainda não foi revelada.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.