"Adoro isto. O ambiente, o pessoal. O tipo de música. É brutal", atira João Martins.

Está vestido de amarelo e é o primeiro da fila que aguarda a abertura das portas para o primeiro dia do festival. A camisola, encharcada, assinala o calor intenso que se faz sentir na praia fluvial do Taboão.

João Martins, 25 anos, do Porto, espera há mais de uma hora pela entrada no recinto do festival, "ansioso" para assistir aos concertos que o trouxeram, pela quarta vez, a Paredes de Coura: os australianos King Gizzard e os Arcade Fire.

Mais jovem, Clara, está também entre os primeiros da fila que vai engrossando sob um sol tórrido. Nada que não consiga suportar naquela que elegeu como a sua "segunda casa".

"Estar em Paredes de Coura, no festival, é como uma espécie de segunda casa, estar com pessoas diferentes e pronta a conhecer novas pessoas", explicou a jovem do Porto.

Elegeu King Gizzard & The Lizard Wizard, Marlon Williams e Skepta como nomes "preferidos" num cartaz "muito bom".

Pouco passava das 18:00 quando as portas se abriram e o verde recinto instalado em plena praia fluvial do Taboão se encheu de gente, entre eles Miguel e Joana, que assinalavam a "estreia", em Paredes de Coura.

O casal de namorados de Oliveira de Azeméis confirmou os "relatos de um ambiente descontraído, alternativo e jovem", transmitidos por amigos que assistem, regulamente, ao festival.

O cartaz, em especial os Arcade Fire e King Gizzard, consolida uma "aposta ganha".

"Aqui estamos em contacto com a natureza. Já fomos a outros festivais, mas aqui a música sente-se de forma diferente", referiu Miguel Teixeira.

A proximidade de Paredes de Coura, no distrito de Viana, à Galiza trouxe de Ourense o casal Jesus e Paula. Há dois anos que rumam ao Alto Minho para "sentir uma ligação perfeita entre a natureza e a música".

"É perfeito. Um cartaz muito bom, um cenário magnífico, o rio e a envolvente", destacaram, acrescentando: "E aqui tão perto, apenas uma hora de viagem".

King Gizzard & The Lizard Wizard, Marlon Williams, Linda Martini, The Blaze e Nuno Lopes são os destaques da primeira noite de concertos, numa edição em que organização espera receber, até sábado, cerca de 100 mil festivaleiros.

A 26.ª edição do festival Paredes de Coura prossegue até sábado com dezenas de artistas que vão do coletivo russo Pussy Riot ao britânico Skepta, passando pelos regressos de Arcade Fire, Slowdive e ...And You Will Know Us By The Trail of The Dead, entre muitos outros.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.