Conduzidos pelo maestro Mikhail Golikov, a orquestra e os Blind Zero estão a preparar “dois espetáculos únicos para cerca de 30 mil pessoas que vão marcar presença junto ao Largo Vermelho, entre florestas e encostas altas”, lê-se no comunicado.

A banda de rock, fundada em 1994, no Porto, vai apresentar músicas que compõem o seu repertório produzido ao longo dos 25 anos de carreira.

Os temas “Palm”, “Lost in Another Mental Escape” e “Tormentor” do último álbum da banda, “Often Trees”, lançado em 2017, vão ser apresentados com novos arranjos para a orquestra, feitos por Pedro Carneiro.

O violinista português colabora, ainda, na adaptação das músicas “Daily Matters”, “Criminal Grace” e na versão de “Drive”, da banda norte-americana The Cars, que serão interpretadas pelo grupo nos dois espetáculos.

Blind Zero são autores de álbuns como “Trigger”, editado em 1995, “One Silent Accident”, de 2000, “Time Machine”, de 2007, “Luna Park”, em 2010 e “Kill Drama”, de 2013.

Desde que surgiram em 1994, influenciados pela cena rock e grunge norte-americana, os Blind Zero editaram, por exemplo, o EP "Recognize" (1995), produzido por Ronnie S. Champagne, que tinha trabalhado com os Alice in Chains, e o álbum "One silent accident" (2000), com o produtor nova-iorquino Don Fleming.

A banda de Miguel Guedes, Nuno Espinheira, Pedro Guedes, Vasco Espinheira e Bruno Macedo conquistou o título de "Best Portuguese Act” (melhor performance portuguesa, em tradução livre) nos Prémios Europeus de Música, promovidos pela MTV.

A Orquestra Estatal de Leningrado é sucessora do património cultural e criativo da Orquestra Sinfónica Internacional “Tavrichesky”.

A sua missão passa pela “promoção de obras do património musical russo e mundial”, pode ler-se no comunicado.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.