A cantora de 85 anos, uma das pioneiras da música country, sofreu um derrame em maio no seu rancho no Tennessee.

Estava programado que seu novo álbum, "Wouldn't It Be Great", fosse lançado em agosto. "Agora quero esperar para lançá-lo no ano que vem porque este disco é muito especial para mim. Merece o melhor de mim e não vejo a hora de o compartilhar", disse em comunicado no seu site.

A cantora também cancelou uma série de concertos que arrancariam na próxima semana em Dubuque, Iowa.

Lynn - protegida de Patsy Cline, que rompeu as barreiras do género na música country - ganhou fãs pelas suas canções que destacam as aflições das mulheres brancas do sul do país perante maridos machistas.

Mantendo-se fiel ao fãs conservadores do country, foi uma das poucas artistas norte-americanas proeminentes a apoiar com entusiasmo o presidente Donald Trump.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.