A voz de "Lambada (Chorando se foi)", líder da banda Kaoma,  foi encontrada carbonizada no seu carro em Saquarema, no Brasil. A autoridades locais estão a investigar o incidente como um crime, estando a tentar identificar dois suspeitos que alegadamente invadiram a casa de Loalwa Braz, de 63 anos.

De acordo com as testemunhas, a cantora terá ainda pedido ajuda a um funcionário que terá chamado de imediato a polícia. Os bombeiros locais avançaram que foram chamados para apagar o incêndio na casa da cantora e que, de seguida, receberam uma nova chamada. "Fomos chamados para apagar as chamas que consumiam um carro. Dentro do automóvel, a equipa identificou um corpo carbonizado e a perícia foi chamada ao local. Foi tudo muito rápido", afirmou Leonardo Couri.

Segundo informações preliminares das autoridades, foram vistos dois homens na casa de Loalwa Braz, que fica perto do local onde o carro foi encontrado.

Loalwa Braz: uma das vozes mais ouvidas do mundo

Loalwa Braz foi um dos ícones da lambada, estilo e movimento musical que surgiu no final dos anos 1980. A cantora era a vocalista da banda Kaoma (1989-1999) e ficou especialmente conhecida pelo sucesso "Lambada (Chorando se foi)", do disco "Worldbeat" (1989).

No início da década de 1990, o single da banda vendeu mais de cinco milhões de cópias em todo o mundo. De acordo com o site oficial da cantora, Loalwa foi uma "das 20 vozes mais ouvidas em todo o mundo", entrando para o livro de recordes do Guiness.

Ao longo da carreira, a artista vendeu mais de 30 milhões de discos em todo o mundo, incluindo os trabalhos editados a solo. Loalwa Braz cantou com Gilberto Gil, Tim Maia, Alcione, Maria Bethânia, Emílio Santiago, Gal Costa e Caetano Veloso.

Relembre o sucesso "Lambada (Chorando se foi)":

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.