A digressão de Carminho abre no Centro Cultural de Viana do Castelo, no sábado, seguindo para Ponte de Lima, também no Alto Minho, onde atua no dia 09 de fevereiro no Teatro Diogo Bernardes, anunciou hoje a sua promotora.

Nesta digressão, a fadista é acompanhada pelos músicos Luís Guerreiro, na guitarra portuguesa, Flávio Cardoso, na viola, Tiago Maia, na viola baixo, e Pedro Geraldes, na “pedal steel guitar”.

O álbum "Maria" foi editado em finais de novembro do ano passado, assinando Carminho a autoria de sete dos doze temas que o constituem.

"A Tecedeira" é o tema de abertura do álbum que inclui ainda, "Estrela", "A Mulher Vento" e "Poeta", todos assinados, letra e música, por Carminho.

A fadista assina ainda as letras de "Se Vieres", que canta na melodia tradicional do Fado Santa Luzia, de Armando Machado, e "Desengano", que gravou no Fado Latino, de Jaime Santos, e a música de "Quero Um Cavalo de Várias Cores", de Reinaldo Ferreira.

Depois dos palcos minhotos, Carminho segue para Londres, com duas datas no Ronnie Scott’s Jazz Club, dias 26 e 27 de fevereiro.

Já em março, Carminho apresenta “Maria”, na Áustria, Alemanha e na Suíça, e abre abril, em Paris, onde atua no Le Trianon, no dia 06.

Na Áustria sobe aos palcos da Konzerthaus, em Viena, no dia 20 de março, no dia seguinte atua na Treibhaus, em Innsbruck, e, no dia 22, está já na Alemanha, onde atua em Friburgo, na Jazzhaus, seguindo para Dortmund, onde sobe ao palco do Domicil. No dia 24, está em Koblenz, onde participa no Festung Ehrenbreitste.

No dia 26 de março, a criadora de “Saia Rodada” continua por terras germânicas, em Dresden, para atuar na Kreuzkirche e, no dia seguinte, já na cidade de Karlsruhe, no palco da Tollhaus.

No dia 30 de março, na Suíça, Carminho apresenta-se na sala Klassik Nuevo Orchestra, em Winterthur, no cantão de Zurique.

Neste disco, a intérprete resgatou um tema do repertório de António Calvário, "Pop Fado", de César Oliveira e Fernando Carvalho, e "Sete Saias", com letra e música de Artur Ribeiro, canção que foi um dos seus sucessos, gravada também por nomes como Maria Amélia Canossa e Tristão da Silva.

"Maria" sucede ao álbum "Carminho Canta Jobim".

Carminho estreou-se discograficamente, a solo, em 2009, com "Fado".

Ao longo da sua carreira, a fadista tem gravado com artistas de outras áreas musicais, designadamente com os brasileiros Chico Buarque, Milton Nascimento, Marisa Monte, Ney Matogrosso e Nana Caymmi, e com o espanhol Pablo Alborán.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.