Em comunicado, a companhia Erva Daninha avança que, juntamente, com a empresa municipal Ágora, juntou “esforços para colmatar” o que a pandemia da COVID-19 impediu: a realização da 5.ª edição do Trengo – Festival de Circo do Porto, prevista para o início do mês de julho.

Tal esforço, traduz-se agora no Trengolas, um ciclo de circo contemporâneo que, ao longo de quatro fins de semana, vai convidar o público a fazer “a catarse da pandemia”.

De 28 de agosto a 19 de setembro, serão realizadas 20 apresentações de 14 espetáculos de companhias e artistas residentes em Portugal, sendo que o objetivo da organização passa por garantir a programação prevista para o Trengo e “ainda reforçar com mais artistas que foram prejudicados pela ausência de trabalho num período extenso motivado pela COVID-19”.

O Trengolas passará pelos jardins do Palácio de Cristal, pelo jardim de São Roque e pela Praça D. João I, local escolhido para o fecho do ciclo de circo, coincidindo com a abertura de programação do Teatro Municipal do Porto.

De acordo com a companhia, no “menu do Trengolas” há “receitas circenses diversificadas”, sendo que o espetáculo “Asas D’Areia”, do Teatro do Mar, marca, às 21:30, a abertura do ciclo, no jardim de S. Roque.

“Segue-se no cardápio” de dia 29 de agosto, o trabalho “T0 Wip”, de Thorsten Grütjen, que se repetirá às 15:00 e 18:00 também no jardim de S. Roque.

No dia seguinte, “nas mesmas coordenadas geográficas” será a “Pequena Circoonferencia” da companhia Radar 360º, com apresentações às 11:00 e 12:00.

“No rodapé do primeiro fim de semana andarão “Trengos à Solta” nos jardins do Palácio de Cristal, por volta das 17:00”, lê-se no comunicado.

Já o mês de setembro será “portador de novas incursões pelo circo contemporâneo”, com o espetáculo “Crasshduo Circus” da companhia Crassh a realizar-se no sábado, dia 5 de setembro, no jardim de S. Roque às 15:00 e 18:00.

No domingo, dia 6 de setembro, uma nova trupe de artistas vai, às 17:00, “incumbir-se de animar” os jardins do Palácio de Cristal com o “segundo episodio” de “Trengos à Solta”.

No fim de semana seguinte, 12 e 13 de setembro, o trabalho “Por um Fio”, do acrobata Daniel Seabra, será apresentado, no sábado, no jardim de S. Roque, às 15:00 e 18:00 e, no domingo, “novas diatribes” vão apresentar um coletivo renovado de “Trengos à Solta” nos jardins do Palácio de Cristal, às 17:00.

Para o encerramento, dias 18 e 19 de setembro, fica “reservado” o espetáculo em estreia da companhia anfitriã do Trengolas, a Erva Daninha, com o “Ready” a ser apresentado nos dois dias, às 21:00, na praça D. João I.

O comunicado indica ainda que a programação do Trengolas se inscreve “numa rubrica alternativa ao festival Trengo”, que, desde 2016, se tem vindo a afirmar no “panorama nacional e internacional do circo contemporâneo a partir do Porto”.

“O conceito passa por fazer convergir as novas linguagens do circo enquanto denominador comum da programação e oferecê-las ao publico sob a forma de espetáculos, visando a comunhão entre os intervenientes, ou seja, o binómio artistas e espetadores”, conclui a companhia.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.