Depois de quase um ano de preparação, o grande dia chegou. David Carreira subiu este sábado, dia 30 de novembro, ao palco da Altice Arena, em Lisboa, e fez história ao tornar-se no artista português mais jovem a esgotar a maior sala de Portugal.

"Para mim, este concerto é uma prenda de Natal antes do Natal, uma prenda antecipada. Divirto-mo imenso a fazer este tipo de espetáculo, estas grandes produções - e esta é a maior de todas. É brutal. É uma oportunidade de presenciar os fãs com um concerto único e isto é sobretudo para eles, pelo esforço. Houve pessoal que esteve a dormir às portas da Altice Arena, uma noite... Não há melhor forma de agradecer do que tentar dar o melhor concerto possível", frisou o músico ao SAPO Mag antes de subir ao palco 360º instalado no centro da arena.

Pouco depois da hora marcada, na noite deste sábado, as luzes da sala lisboeta apagaram-se e do tecto desceu David Carreira, sendo recebido de forma eufórica pelas 18 mil pessoas que esgotaram a Altice Arena. O pontapé de saída de concerto foi ao som de "Olha Para Nós", tema que também abre o último disco do músico.

DAVID CARREIRA
créditos: CLÁUDIA LOBO

Com danças coreografadas ao segundo, jogos de luzes ao ritmo das batidas e com chamas em palco, o artista seguiu viagem com "Primeira Dama", "O Problema É Que Ela É Linda" e "Então Vai", com Nuno Ribeiro e MC Zuka.

Sem nunca perder o ritmo e entre ovações, David Carreira agradeceu a presença de todos os fãs. "Altice Arena, conseguimos", frisou, confessando que pensou "bem no que dizer" na abertura do concerto.

No alinhamento seguiu-se "Será Que Posso" e "Minha Cama". Já "Não Fui Eu", "Dizias Que Não", "És Só Tu" e "Cuido de Você" abriram caminho para "Gosto de Ti", com Sara Carreira, que também desceu do topo da Altice Arena para o centro do palco 360º.

DAVID CARREIRA
créditos: CLÁUDIA LOBO

A meio do espetáculo, houve ainda tempo para viagens ao passado, com temas como "In Love", "Haverá sempre uma música" e "Baby Fica", que antecederam a "Trem Bala", "Já Não Te Sinto" e a "Obrigado la famille".

Canção atrás canção, verso a verso, as 18 mil pessoas provaram que têm todas as letras do cantor na ponta da língua - se David Carreira se entregou totalmente ao espetáculo, os fãs não ficaram atrás.

Em "Não Papo Grupos", o músico realizou o sonho de uma criança, levando-a palco durante a atuação. A viagem seguiu depois com "Esta Noite" e os corações palpitaram com "Só Tu e Eu" e "Do Jeito Dela".

Na reta final, David Carreira chamou a palco o seu pai, Tony Carreira, para o tema "Será Que São Pó". O final foi ao som de "Será Que São Pó", "Ficamos Por Aqui" e "O Problema É Que Ela É Linda".

DAVID CARREIRA
créditos: CLÁUDIA LOBO

Além do alinhamento certeiro, o palco 360º (todos se sentiam próximos e dentro do concerto) e a aposta nos jogos de luz e na dança foram os grandes trunfos de David Carreira na Altice Arena. A par disto tudo, a máquina bem oleada fez com que a festa mantivesse sempre o mesmo nível de intensidade durante duas horas.

Tal como David Carreira frisou, foi o seu primeiro concerto na Altice Arena, mas não será o último a julgar pela reação calorosa da multidão.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.